Discussão:Alexander Graham Bell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Alexander Granham Bell condenava de forma intransigente o uso da língua de sinais para a comunicação dos surdos, censurava os sinais, justificando que os sinais eram infinitamente inferiores às palavras oralizadas. Acreditava que todo e qualquer surdo precisava falar, caso contrário, seria banido da sociedade sem direitos civis. Bell aconselhava e ao mesmo tempo impunha a proibição de casamentos entre surdos, justificando que não podiam procriar descendentes defeituosos – surdos, caso isto ocorresse, iria assim fortalecer o isolamento dos surdos para com os ouvintes.