Discussão:História do cristianismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Tem certeza que Paulo era zelota? A Bíblia diz que ele perseguia cristãos, mas não dizia que era zelota.

Porque não mover este artigo para "História do Cristianismo até o século V".Rafael, o Galvão 18:33, 27 Março 2006 (UTC)


  • O texto atual desse artigo é o que estava desenvolvido em "Cristianismo"; as únicas mudanças foram a introdução e as imagens que acrescentei (que vinha, faz um tempo, coletando pela internet e adicionando ao Commons). Não tenho certeza de sobre Paulo, não fui eu quem editou essa parte.
  • Por enquanto, acho que o nome do artigo deve continuar como está para estimular as pessoas a completar o mesmo. Se a intenção for delimitar mais o tema para que o artigo possa ser refinado, virar destaque, etc... podemos criar um novo artigo que fale especificamente sobre "cristianismo primitivo", sem apagar este aqui. Não vejo problema no texto ser inicialmente o mesmo para os dois, depois cada artigo vai crescer de forma diferente. --Leinad-Z 03:27, 28 Março 2006 (UTC)

Paulo Zelota?[editar código-fonte]

A Bíblia não trata (Saulo de Tarso) Paulo como sendo um zelota mas sim um fariseu zeloso da Lei. Instruído pelo Fariseu Gamaliel, conforme Atos dos apóstolos 22.3! Oswaldo

Os verdadeiros cristãos não achavam, eles tinham certeza que O Messias é Jesus.

Parcial[editar código-fonte]

Jesus é o filho de Deus.
Depois de sua ressurreição, Jesus ordenou na Grande Comissão que seus ensinamentos fossem espalhados por todo o mundo
os primeiros seguidores do cristianismo foram os judeus que Jesus chamou para ser seus primeiros discípulos.

Entre outros.... Mais parcial só se eu lesse isso num livro de escola dominical. Béria Lima msg 23h17min de 19 de janeiro de 2011 (UTC)

Mas a história é do cristianismo ou do budismo???

--billi.teologia (discussão) 05h15min de 20 de janeiro de 2011 (UTC)

Pode ser a história do papa, não insenta de ser imparcial. Tens a certidão de nascimento de Jesus com dizendo que Deus é pai dele? Algum historiador confirma a "Grande Comissão" ou que o Jesus pregava era o que se chama hoje de "Cristianismo"? Já leste Wikipedia:Como editar artigos sobre religião Béria Lima msg 21h57min de 20 de janeiro de 2011 (UTC)
Se alguém concorda que Jesus é, ou não, Filho de Deus isto é uma questão de crença pessoal. Contudo, o artigo descreve a história do cristianismo citando fontes conforme a perspectiva majoritária de seus idealizadores. A respeito, são poucos os historiadores que questionam o entendimento dos cristãos primitivos sobre a divindade de Jesus, mesmo que eles próprios não creiam nisto. Vejo que o artigo não está induzindo os leitores a acreditarem na divindade de Jesus (i.e fazendo uma apologia pró); todavia, seria impossível escrever algum artigo sobre a história do cristianismo sem demonstrar o entendimento básico que a igreja compartilhava entre si.
P: Algum historiador confirma a "Grande Comissão" ou que o Jesus pregava era o que se chama hoje de "Cristianismo"?
R: Sim, muitos! Por exemplo: Philip Schaff, Eusébio de Cesareia, Jacques Le Goff, en:Paul L. Maier, Lucas...
Sobre fontes, elas estarão sendo acrescentadas conforme a progressão do artigo por mim mesmo. Algumas fontes já adicionadas são:
  • A liderança da igreja primeva: R. Gerberding and J. H. Moran Cruz, Medieval Worlds (New York: Houghton Mifflin Company, 2004) p. 51
  • Sobre a teologia cristã primeva: Sobre os credos, ver Oscar Cullmann, The Earliest Christian Confessions, trans. J. K. S. Reid (London: Lutterworth, 1949
  • Sobre a expanção em meio as perseguições: Michael Whitby, et al. eds. Christian Persecution, Martyrdom and Orthodoxy (2006)
Não deve haver nenhum tipo de adjetivação pejorativa ou preconceito relacionados tanto à religião em questão como a seus praticantes. Os artigos de uma determinada religião devem limitar-se apenas aos fatos relacionados com essa religião.
Se alguém sentiu-se ofendido com a (im)parcialidade do artigo creio que tem toda a liberdade de modificá-lo desde que cite as fontes de sua pesquisa. Creio que é pejorativo e preconceituoso falar sobre a história do cristianismo e não mencionar a crença básica dos primeiros cristãos na divindade de Jesus.

--billi.teologia (discussão) 06h50min de 21 de janeiro de 2011 (UTC)

Concordo com a Béria. Por mais que o artigo aborde a perspectiva cristã, não tem nenhum cabimento numa enciclopédia secular mencionar que cristo é filho de Deus como se isso fosse um fato comprovado. Talvez isso possa ser feito na Catholic Encyclopedia, mas não na Wikipédia. É preciso sempre contextualizar e deixar bem claro que os cristãos acreditam nisso, não que é uma verdade absoluta. RafaAzevedo disc 14h55min de 21 de janeiro de 2011 (UTC)
Pronto, questão resolvida. Vou terminar esse artigo até a era recente.

NÃO CONCORDO QUE A QUESTÃO ESTÁ RESOLVIDA. A Bíblia afirma que Jesus é o Filho de Deus. Portanto, se você quer falar sobre a perspectiva cristã deve usar a fonte correta que é a Bíblia. Leia João 3:16. Você pode levantar criticas pessoais mas, deve relatar os fundamentos primordiais, qual sejam, a própria Bíblia, os depoimentos dos apóstolos e discípulos que andaram com Jesus e relataram essa caminhada.


Perseguições a heresias e ao paganismo[editar código-fonte]

Acho que estão faltando tópicos sobre a perseguição aos "pagãos" (adoradores de Mitra e outros deuses) promovida pelos cristãos, bem como a perseguição aos considerados heréticos (os artigos sobre heresia terminam em "a doutrina foi declarada herética em ano tal por fulano de tal", ou algo parecido, mas nada falam sobre os genocídios promovidos aos heréticos).

Alguém tem algo a colocar sobre o assunto?

--Cesar Grossmann (discussão) 14h17min de 5 de janeiro de 2012 (UTC)

Como pode uma Historia do Cristianismo sem falar da Reforma e de Martinho Lutero???

Como pode uma Historia do Cristianismo sem falar da Reforma e de Martinho Lutero???[editar código-fonte]

Esta faltando inserir a Reforma e Contra Reforma...

O que fazer?[editar código-fonte]

De acordo con Usuário:Contreiras45, é inegável (sem fontes) que Tiago, o Justo é "o sucessor de Jesus", e é um fato claro que não estar de acordo con Contreiras45 é "erro" e pode ser exemplo de "apagar conteúdo válido", "fazer propaganda", "inserir textos sem sentido ou afirmações que sabe serem erradas", "usar palavras ofensivas", motivo pelo qual quem não esteja de acordo deve informar-se com Contreiras45, por não repetir o "erro" e deve limitar-se a trabalhar na página de testes! Theodoxa (discussão) 10h33min de 9 de janeiro de 2017 (UTC)

@Theodoxa: Provavelmente não reparou, mas a sua edição removeu as chavetas de duas predefinições. Deve ser por isso que foi confundida com vandalismo. De qualquer forma, já repus a sua edição sem esse erro. Quintal 17h33min de 14 de janeiro de 2017 (UTC)