Discussão:História do vegetarianismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Criticando esse verbete do wikipédia.

"O Homem pré-histórico era principalmente vegetariano e, se comprimirmos toda a evolução da humanidade na vida de uma pessoa de 70 anos, o consumo de carne só aparece nos últimos nove dias".

Essa afirmação provêm de Colin Spencer, um conhecido ativista vegano, portanto, a afirmação é tendenciosa.

"Donna Hart, professora de antropologia na Universidade de Missouri, e Robert W. Sussman, professor de antropologia e ciência ambiental na Universidade de Washington, argumentam, no livro Man the Hunted, vencedor do W.W. Howells Award em 2006, que os nossos antepassados eram presas de outros animais, e não predadores, e que a necessidade de escaparem a estes animais maiores e mais ferozes incentivou a capacidade intelectual e a linguagem.

Ainda acrescentaram que é óbvio que os hominídeos não caçaram a grande escala antes do advento do fogo controlado e que não possuem a anatomia e fisiologia próprias para serem comedores de carne. Segundo os autores, o crescimento do cérebro ocorreu muito antes de a carne vermelha fazer regularmente parte da dieta do Homem".

Esse verbete sequer aparece no Wikipédia em inglês. Os autores citados são antropólogos, não são especialistas em arqueologia, paleontologia ou evolução humana. Dentre as espécies primatas conhecidas atualmente, existem aquelas que consomem carne. Nossos antepassados eram distintos dos primatas daquela época, somente um estudo paleontológico sobre os hábitos alimentares de nossos antepassados pode esclarecer esse assunto.