Discussão:Pecado original

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Concordo com o argumento abaixo, de que o pecado original não foi o ato sexual em si, mas o te-lo feito antes do tempo ou do corpo estar totalmento formado. Por isso as dores de parto.


Na parte da análise psicanalista do pecado original, as últimas frases não se coadunam com o que está escrito, parecendo mesmo que quem as escreveu está a contra-argumentar com o resto do parágrafo.

Mas se o pecado original fosse o ato sexual, Deus mesmo teria levado o homem ao pecado, quando ordenou, crescei, multiplicai e enchei a terra. Por isso não faz sentido dizer que o pecado original foi o ato sexual. Deus não se contradiz. Ele não deu de forma alguma orientações contraditórias.


Desta forma acho que se deveria retirar estas frases visto que parece-me um caso de proselitismo. Caso não receba algum tipo de feedback irei proceder à edição.

--Socrates.vicente 19h01min de 3 de Outubro de 2007 (UTC)

Doutina judaica?[editar código-fonte]

"O pecado original faz parte das doutrinas judaico-cristãs"...é assim que o texto se inicia, o que é uma grande inverdade, nós judeus não acreditamos nessa tal doutrina do pecado original, tanto que mais abaixo está escrito: "Para os judeus e no Islam, que compartilham essa história, não há pecado original que toda a humanidade herde de geração em geração". Na versão em inglês também não se cita que seja uma doutrina judaico-cristã. As pessoas devem aprender que cristianismo não tem absolutamente nada em comum com o judaísmo. Não compactuamos com absolutamente nada que venha do cristianismo. Por tanto estou retirando essa afirmação errônea e deixando somente como uma doutrina cristã! --Yaacovmasutti (discussão) 20h10min de 11 de agosto de 2009 (UTC)