Diversidade específica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Diversidade de espécies é o número de diferentes espécies que estão representadas numa dada comunidade (um conjuntos de dados). O número efectivo de espécies refere-se ao número de espécies igualmente abundantes necessárias para obter a mesma média proporcional de abundância de espécies como as observadas no conjunto do dados de interesse (onde todas as espécies podem não ser todas igualmente abundantes).

A diversidade de espécies consiste em dois componentes: riqueza específica e equitatividade. A riqueza de espécies é uma simples contabilização de espécies enquanto que a equitatividade quantifica quão iguais as abundâncias das espécies são.[1][2][3]

Referências

  1. Hill, M. O. (1973) Diversity and evenness: a unifying notation and its consequences. Ecology, 54, 427–432
  2. Tuomisto, H. (2010) A diversity of beta diversities: straightening up a concept gone awry. Part 1. Defining beta diversity as a function of alpha and gamma diversity. Ecography, 33, 2-22. doi:10.1111/j.1600-0587.2009.05880.x
  3. Tuomisto, H. 2010. A consistent terminology for quantifying species diversity? Yes, it does exist. Oecologia 4: 853–860. doi:10.1007/s00442-010-1812-0