Encyclia bragancae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaEncyclia bragancae
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Superdomínio: Biota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Superdivisão: Embryophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Euphyllophyta
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Epidendreae
Género: Encyclia
Espécie: Encyclia bragancae

Encyclia bragancae é uma espécie de planta do gênero Encyclia e da família Orchidaceae. [1]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Os seguintes sinônimos já foram catalogados: [1]

  • Encyclia xuxaensis Fowlie & Duveen
  • Encyclia xuxiana Fowlie & Duveen

Seu sinônimo Encyclia xuxiana foi publicado um ano depois de Encyclia xuxaensis como uma correção para este último nome , provavelmente relacionada ao erro de derivação no latim do epíteto publicado primeiro em relação ao nome do gênero, que indicava localidade ao invés de homenagem a uma pessoa. [1]

Forma de vida[editar | editar código-fonte]

É uma espécie epífita e herbácea. [1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Encyclia bragancae costuma ser confundida com Encyclia ionosma, especialmente pelo lobo mediano do labelo que é ondulado nas duas, mas em E. bragancae o lobo mediano é densamente ondulado e em E. ionosma é mais sutilmente ondulado o que confere certa diferença em material herborizado. Nas flores vivas as sépalas e pétalas de E. bragancae são verde acastanhadas com labelo rosado sutilmente tracejado de rosa mais escuro, enquanto em E. ionosma as sépalas e pétalas são verdes-oliva com labelo amarelado densamente listrado de rosa. Os lobos laterias do labelo em E. bragancae são oblongos e formam ângulo de com cerca de de 45° em relação ao lobo mediano no labelo explanado e em E. ionosma são falcados e formam ângulo ˂ 45° em relação ao lobo mediano, ficando caracteristicamente arqueados. [1]


Caule[1]
forma do pseudobulbo cônico
Folha[1]
forma da folha oblonga/lanceolada
Inflorescência[1]
tipo de inflorescência racemo simples
Flor[1]
forma das pétalas espatulada
posição das pétalas ereta
margem das pétalas levemente ondulada
fusão entre os lobo lateral e o lobo mediano livre
forma do lobo lateral oblongo
lobo lateral sobreposto no lobo mediano não
margem dos lobo lateral ondulada
forma do lobo mediano arredondado
posição do lobo mediano sinuoso
margem do lobo mediano ondulada
ápice do lobo mediano emarginado
ápice do calo do labelo flabelado
número de dente no ápice do clinândrio 3
ápice dos dente lateral do clinândrio premorso
forma dos braço da coluna quadrado
gancho no estigma presente
número de antera 1

Conservação[editar | editar código-fonte]

A espécie faz parte da Lista Vermelha das espécies ameaçadas do estado do Espírito Santo, no sudeste do Brasil. A lista foi publicada em 13 de junho de 2005 por intermédio do decreto estadual nº 1.499-R. [2]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A espécie é encontrada nos estados brasileiros de Espírito Santo e Minas Gerais.[1] A espécie é encontrada no domínio fitogeográfico de Mata Atlântica, em regiões com vegetação de floresta ombrófila pluvial.[1]

Notas[editar | editar código-fonte]

Contém texto em CC-BY-SA 4.0 de Bastos, C.A.; Meneguzzo, T.E.C.; van den Berg, C. Encyclia in Flora e Funga do Brasil. [1]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l «Encyclia bragancae Ruschi». floradobrasil2020.jbrj.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2022 
  2. «IEMA - Espécies Ameaçadas». iema.es.gov.br. Consultado em 12 de abril de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.