Epínico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Epínico
Morte 480
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação líder militar
Tremisse com efígie de Élia Verina (r. 457–474)

Epínico (em latim: Epinicus); m. 480) foi um oficial militar bizantino ativo no século V, durante o reinado dos imperadores Zenão I (r. 474–475; 476–491) e Basilisco (r. 475–476). Nativo da Frígia, iniciou sua carreira como um notário privado e então conseguiu ser empregado como gestor das propriedades de Urbício. Nesta posição, conheceu a imperatriz Élia Verina (r. 457–474), que ajudou-o a ascender na hierarquia imperial, fazendo-o ser nomeado como conde da fortuna privada pouco antes de 474 e conde das sagradas liberalidades do Oriente em 474.[1]

Em 475, Epínico foi nomeado por Basilisco como prefeito pretoriano do Oriente próximo a Meiro, na Frígia Salutar. Devido a sua avareza, a venda de ofícios e a imposição de altas tributações às populações da prefeitura, ele tornar-se-ia impopular e seria substituído no mesmo ano por Laurêncio. Ainda em 475, sabe-se que foi nomeado como patrício e cônsul, embora este última tenha provavelmente sido um título honorífico. Aparentemente, em 476, Epínico desertou Basilisco em detrimento do legítimo imperador Zenão I.[1]

Em 478, Epínico conspirou sem-sucesso para assassinar o cônsul Ilo e foi exilado na Isáuria, embora no mesmo ano acabou se reconciliando com o último e conseguindo retornar para Constantinopla após a revelação de que a trama foi arquitetada por Élia Verina. Ainda em 478, sabe-se que exerceu função ofício na capital, provavelmente prefeito urbano, como citado na Suda. Em 480, Epínico envolveu-se, ao lado dos oficiais Dionísio e Traustila, numa conspiração contra Zenão. Eles foram capturados e executados em 480.[1]

Referências

  1. a b c Martindale 1980, p. 396.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press