Epidemia de varíola de 1837

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A epidemia de varíola de 1837 assolou a população das Grandes Planícies ("Great Plains") dos Estados Unidos e Canadá entre os anos de 1837 e 1838.

História[editar | editar código-fonte]

Um navio a vapor S.S. St. Peter que saiu do porto de St. Louis e subiu o Rio Missouri com destino a Fort Union Trading Post parou no caminho em 18 de junho de 1837 em Fort Clark Trading Post State. Próximo ao porto estavam instaladas duas aldeias da tribo nativo norte-americana Mandan. Os cerca de 2 000 ameríndios foram reduzidos a 180 em consequência da disseminação da doença, que chegou ao local por algum portador que viajou no vapor. [1] Quando o navio chegou ao destino parte da tripulação havia perecido em consequência da varíola. Grupos de nativos continuaram a chegar no forte para o comércio e disseminaram a doença que alcançou a partir deste ponto as tribos Blackfoot que perdeu dois terços de sua população original; os Assiniboine e os Arikara que ficaram reduzidos a metade; os Crows perderam um terço de seus membros e os Pawnee um quarto.[2] [3]

A epidemia cessou em 1838.

Referências

  1. S.S. St. Peter's & the 1837 Small Pox Epidemic. Malachite’s Big Hole. 28 Jan. 2007. 12 Nov. 2007 [2]. p.265
  2. Guenter Lewy. Were American Indians the Victims of Genocide?. Visitado em 10 de março de 2009. Cópia arquivada em 2 de março de 2009.
  3. Guenter Lewy. Were American Indians the Victims of Genocide?. Visitado em 10 de março de 2009. Cópia arquivada em 2 de março de 2009.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Calloway, Colin G. Defending the West 1830-90. First Peoples. 2nd ed. Boston: Bedford/St. Martin's, 2004. 259-334.
  • Garneau, D. Indian History 1825-1849. Canadian History Directory. 19 Mar. 2007. 6 Nov. 2007 [1].
Ícone de esboço Este artigo sobre História dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.