Explorer 10

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Explorer 10
Nesta fotografia, podemos ver o Explorer 10 ainda em terra.

Operação Estados UnidosNASA / Office of Space Science Applications
Tipo de missão Física Espacial
Contratante NASA Goddard Space Flight Center
Satélite da Terra
Lançamento 25 de março de 1961 às 10:17:00 UTC
Local Estados UnidosEstação da Força Aérea de Cabo Canaveral, Flórida, Estados Unidos
Duração da missão 52 horas
Massa 35,0 kg
Site oficial NASA NSSDC Master Catalog
Instrumentos
Faraday Cup Plasma Probe Este experimento consistiu de um copo de Faraday com quatro grades e um coletor projetado para fornecer dados sobre a densidade do plasma solar e da magnitude e da direção de seu movimento em massa.

Explorer 10 (também conhecido como Explorer X ou P14) foi um satélite estadunidense de pesquisas espaciais. Foi lançado em 25 de março de 1961 da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, nos Estados Unidos.

O objetivo da missão foi investigar os campos magnéticos e de plasma como o satélite passou pela magnetosfera terrestre e no espaço cislunar. O satélite foi lançado em uma órbita altamente elíptica e foi estabilizada com um período de rotação de 0,548 segundo. A direção de seu vetor de rotação foi de 71 graus de ascensão reta e declinação de menos 15 graus. Devido à duração limitada das baterias do satélite, os únicos dados úteis foram transmitidos em tempo real, durante 52 horas na porção ascendente da primeira órbita do Explorer 10. A distância entre a Terra quando o último bit de informação útil foi transmitido foi de 42,3 raios terrestres, e a hora local neste ponto foi 2.200 horas. Em 1º de junho de 1968 o satélite decaiu de sua órbita.

Projeto[editar | editar código-fonte]

O Explorer 10 foi um satélite de formato cilíndrico, movido a bateria, com dois instrumentos magnetômetros de detectam portas de fluxo e um magnetômetro de vapor de rubídio que se estende do corpo do satélite, e um copo de plasma sonda faraday. Os magnetômetros foram produzidas pelo Goddard Space Flight Center, e pelo MIT em Cambridge, Massachusetts, Estados Unidos.