Falso positivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em Medicina, falso positivo ocorre ao realizar um exame físico ou um exame complementar em que o resultado indica a presença de uma doença quando na realidade ela não existe.

No exame físico, a maioria dos falsos positivos deve-se ao fato de que diferentes patologias têm os mesmos sinais ou sintomas e por vezes as hipóteses diagnósticas não são totalmente formuladas.

Nos exames complementares, os falsos positivos podem advir da falta de calibragem dos aparelhos utilizados ou ainda de defeitos da técnica de exame ou da inexperiência do examinador.[1][2]


Resultados Patologia
ausente presente
Exame
negativo Verdadeiro negativo
(diagnóstico negativo
ausência de patologia)
Falso negativo
(diagnóstico negativo
doença presente)
positivo Falso positivo
(diagnóstico positivo
ausência de doença)
Verdadeiro positivo
(diagnóstico positivo
patologia presente)

Em estatística, Falso positivo refere-se ao erro do tipo I[3]

Referências