Fontanela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Crânio ao nascimento, mostrando as fontanelas anterior e posterior.
Crânio ao nascimento, mostrando a fontanela lateral.

Fontanela (do latim fontanella - pequena fonte), popularmente denominada moleira, na anatomia humana, é o espaço macio e membranoso que separa os ossos do crânio dos recém-nascidos. O crânio do recém-nascido possui quatro fontanelas, a fontanela anterior ou bregmática, a fontanela posterior ou lambdóidea e as fontanelas mastóidea e a esfenoidal.[1]

As fontanelas fazem com que os ossos do crânio possam se movimentar, permitindo assim que a cabeça do bebê passe de maneira mais fácil pelo canal do parto, fenômeno denominado de cavalgadura. Até o segundo ano de idade as fontanelas "fecham-se", pois o espaço intermediário ossifica-se e tornam-se as suturas visíveis no neurocrânio.[1]

Referências

  1. a b Beasley, Melanie. «Age of Closure of Fontanelles / Sutures». The Center for Academic Research and Training in Anthropogeny (CARTA). Consultado em 24 de abril de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.