Foundational Model of Anatomy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Foundational Model of Anatomy (FMA) é uma ontologia de referência no âmbito da anatomia. Trata-se de uma representação simbólica da estrutura canónica e fenotípica de um organismo; uma ontologia espaço-estrutural de entidades e relações anatómicas que formam a organização física de um organismo a todos os níveis destacados de granularidade.

O FMA é desenvolvido e mantido pelo Grupo de Informática Estrutural da Universidade de Washington.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A ontología FMA contém aproximadamente 75.000 classes, mais de 120.000 termos e mais de 2,1 milhões de instâncias de relação a mais de 168 tipos de relações.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. About FMA – Contents – The Foundational Model of Anatomy (accedido el 20 de octubre de 2015).

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Ontologia (informática)
  • Terminologia Anatómica

Ligações externas[editar | editar código-fonte]