Francisca Joana de Lacerda Castelo Branco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Francisca Joana de Lacerda Castelo Branco[nota 1], primeira e única viscondessa com grandeza e marquesa de Taquaí[nota 2][1],(? — ?). Foi dama do paço da imperatriz D. Leopoldina[2].

Feita viscondessa com grandeza por decreto de 12 de outubro de ano desconhecido e marquesa por decreto de 12 de outubro de 1826[1]. Algumas obras a citam como marquesa de "Taguaí"[3].

É uma das três únicas mulheres a serem tituladas marquesas no Brasil com registro no Arquivo nobiliárquico brasileiro, ao lado de Domitila de Castro Canto e Melo, marquesa de Santos, e de Maria Romana Bernardes da Rocha, marquesa de Itamarati[1].

Notas

  1. Pela grafia original, Francisca Joanna de Lacerda Castello Branco.
  2. Pela grafia original, Taquahy.

Referências

  1. a b c VASCONCELOS, Rodolfo Smith de; VASCONCELOS, Jaime Smith de. Arquivo Nobiliárquico Brasileiro, pg. 496. Lausana: Imprimerie La Concorde, 1918.
  2. «Gazeta de Lisboa, 24 de dezembro de 1825». Consultado em 25 de outubro de 2018 
  3. Almanak do Rio de Janeiro para o anno de 1827, pg. 33. Rio de Janeiro: Imprensa Imperial e Nacional, 1827.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.