Free float

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Free float (flutuação livre, em português) é uma terminologia utilizada no mercado de capitais e se refere às ações que uma empresa destina à livre negociação no mercado.[1]

O free float designa, portanto, as ações que se encontram em circulação, excluindo-se aquelas pertencentes aos controladores e aquelas mantidas na tesouraria da companhia.[2]

No mercado de capitais brasileiro (BMF&Bovespa), as companhias listadas no segmento de Novo Mercado e nos níveis 1 e 2, precisam, obrigatoriamente, apresentar um free float de, no mínino, 25% , ou seja 25% das suas ações devem estar em livre circulação para negociação no mercado.

O principal propósito do free float é a aumentar liquidez das ações, ou seja, aumentar a facilidade para converter tais ações em dinheiro, negociando-as em bolsa de valores.

Referências

  1. «What is a 'Free-Float Methodology'». Free-Float Methodology. Investopedia. Consultado em 25 de junho de 2018. 
  2. «What is Public float». Public float. InvestorWords. Consultado em 25 de junho de 2018. 
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.