Frente País Solidário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Frente País Solidário (FREPASO) foi uma confederação de partidos políticos da Argentina constituída em 1994 pela Frente Grande, o partido PAIS, a Unidade Socialista integrada pelos partidos Socialista Popular e Socialista Democrático e o Partido Democrata Cristão, todos membros progressistas do Peronismo, que denunciaram a corrupção do governo de Carlos Menem.[1] Dissolveu-se durante a crise política de 19 e 20 de dezembro de 2001.

Referências

  1. Wendy Hunter (13 de setembro de 2010). The Transformation of the Workers' Party in Brazil, 1989–2009. [S.l.]: Cambridge University Press. pp. 188–190. ISBN 978-1-139-49266-9