Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Simpatizantes dos camisas vermelhas na avenida Rama 4 no dia 20 de março de 2010

A Frente Unida para a Democracia contra a Ditadura (UDD) (Thai: แนวร่วมประชาธิปไตยต่อต้านเผด็จการแห่งชาติ; นปช, Alternativamente traduzido como Aliança Nacional Democrática contra a Ditadura), cujos simpatizantes são comumente chamados de camisas vermelhas, é um grupo de pressão política em oposição à Aliança Popular para a Democracia (PAD, em inglês) e aos apoiadores do golpe militar tailandês de 2006. Os principais líderes da UDD incluem Jatuporn Prompan, Nattawut Saikua, Veera Musikapong e Weng Tojirakarn. O principal aliado da UDD, o Partido Pheu Thai, estava no poder em um governo de coalizão antes de ser destituído por um golpe de estado liderado pelo general Prayuth Chan-ocha em maio de 2014.[1][2]

Antes das eleições nacionais de julho de 2011, a UDD alegou que o governo de Abhisit Vejjajiva tomou o poder ilegitimamente, apoiado pelo exército tailandês e pelo Judiciário. Portanto, a UDD apelou ao Parlamento tailandês para dissolver o governo e realizar uma eleição geral. A UDD acusa a elite extra-democrática do país - os militares, judiciário, certos membros do Conselho Privado do Rei, e outros funcionários não eleitos - de minar a democracia por interferir na política.[3] A UDD é composta principalmente por pessoas do Norte e Nordeste da Tailândia, de classes urbanas mais baixas de Bangkok e de alguns intelectuais.[4] Embora o movimento parece receber o apoio do ex-primeiro-ministro no exílio Thaksin Shinawatra, nem todos os membros da UDD apoiam o deposto primeiro-ministro. [5][6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "UPDATE 4-Anti-govt rally in Bangkok, PM says Asia summit on". Reuters. 8 April 2009
  2. EFE (22 de maio de 2014). «Prayuth Chon-Ocha: o general protagonista do 12º golpe na Tailândia». Yahoo!. Consultado em 25 de maio de 2014 
  3. «"Thai police issue warrants for 14 protest leaders "» (em inglês). MSNBC . 14 April 2009. Consultado em 25 de maio de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Ghosh, Nirmal. "Clash of the Thai-tans". The Straits Times. 2 September 2008
  5. «"Smiling for the cameras"» (em inglês). The Economist. 31 de marco de 2010. Consultado em 25 de maio de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. Committee to Protect Journalists, Thai government issues censorship decree, 14 April 2009