Friedrich Loeffler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Friedrich Loeffler
Nascimento 24 de junho de 1852
Frankfurt an der Oder, Alemanha
Morte 9 de abril de 1915 (62 anos)
Berlim, Alemanha
Alma mater Universidade de Greifswald, Universidade de Berlim
Instituições Universidade de Greifswald
Campo(s) Medicina, bacteriologia

Friedrich Loeffler (Frankfurt an der Oder, 24 de Junho de 1852Berlim, 9 de Abril de 1915). Friedrich August Johannes Loeffler foi um médico, higienista e bacteriologista alemão, discípulo de Robert Koch em Berlim, com quem trabalhou de 1879 a 1884. Formou-se médico bacteriologista pela Universidade de Greifswald e obteve o seu doutorado pela Universidade de Berlim em 1874. Dentre suas descobertas temos o organismo causador da difteria (Corynebacterium diphtheriae) e da febre aftosa, causada pelo Aphtovirus.[1] Foi também o criador do soro de Löffler coagulado e usado para a detecção de bactérias.

Foi o primeiro a cultivar o bacilo da difteria em 1884, descoberto por Edwin Klebs em 1883. Observou que nos animais que morreram após a inoculação com este bacilo, os micróbios ficaram próximos do ponto de inoculação, concluindo ele que o bacilo deve secretar um veneno ou uma toxina, que não permanece no lugar, mas se espalha por todos os órgãos vitais do corpo.[2] Esta toxina detectada por Loeffler foi isolada por Émile Roux e Alexandre Yersin em 1882.[3]

Em 1888, Loeffler se tornou professor de higiene e de história da Medicina na Universidade de Greifswald. Ele explicou o surto da febre aftosa por um agente particular, ainda menor que uma bactéria.

Na Ilha de Riems, perto de Greifswald, ele fundou, em 1910, um Instituto[4] para pesquisas de saúde animal. Teve, porém, de abandonar o instituto, ao ser convidado, em 1913, para ser diretor do Instituto Robert Koch. O instituto da ilha de Riems foi rebatizado, em 1952, com o nome de Instituto Friedrich Loeffler.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Apthovirus, é um gênero de vírus que pertence à família Picornaviridae e causador da febre aftosa.
  2. Citado segundo Patrick Berche, Une histoire des microbes, Paris, John Libbey Eurotext, 2007, p. 216. A publicação de 1884 de Loeffler é : Loeffler, F.: « Untersuchung über die Bedeutung der Mikroorganismen für die Entstehung der Diphtherie », dans Mitteilungen des kaiserlichen Gesundheitsamtes 2 (1884) 421-499.
  3. Patrick Berche, Une histoire des microbes, Paris, John Libbey Eurotext, 2007, pp. 216-217.
  4. Instituto Friedrich Loeffler, centro nacional de pesquisas para a saúde animal da Alemanha, fundado em 1910.