Fronteira Afeganistão-Tajiquistão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fronteira Afeganistão-Tajiquistão
O rio Piandj define a parte ocidental desta fronteira.
Delimita:  Afeganistão
Tajiquistão
Comprimento: 1206 km
Posição: 63

A fronteira entre Afeganistão e Tajiquistão é a linha que limita os territórios do Afeganistão e do Tajiquistão.

Características[editar | editar código-fonte]

De oeste para leste, esta fronteira inicia-se na tríplice fronteira de ambos os países com o Uzbequistão, situado a nordeste da cidade de Mazar-e Sharif. De seguida percorre o rio Panj, afluente do Amu Dária, e termina no ponto equivalente com a República Popular da China, no extremo oriental do Corredor de Wakhan. A maior parte do traçado irregular é montanhoso, atingindo grandes altitudes pois situa-se nas cordilheiras de Pamir e Indocuche.

História[editar | editar código-fonte]

A área de fronteira foi extremamente volátil na década de 1990 devido à Guerra Civil do Tajiquistão e à Guerra Civil Afegã. A segurança melhorou desde o fim da guerra tadjique e a queda do regime talibã em 2001; no entanto, a longa e porosa fronteira continua mal policiada e é uma importante rota de contrabando de drogas. Também houve uma série de incidentes relacionados à contínua insurgência talibã no Afeganistão.[1] Anteriormente, a Rússia ajudava no policiamento até 2005, [2] e houve relatos recentes de que a China agora pode estar ajudando no policiamento de fronteiras. [3] Vários novos cruzamentos de fronteira e pontes foram construídos nos últimos anos em um esforço para impulsionar o comércio e as ligações de transporte, parcialmente financiados por governos estrangeiros e pela Aga Khan Development Network. [4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre fronteiras é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.