Gépidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
539-551

Os gépidas (em latim: Gepidae) foram uma tribo germânica famosa por derrotar os hunos, após a morte de Átila.[1] O registro mais antigo de sua existência data de 260, quando participaram, junto com os godos da invasão da Dácia, onde eles se estabeleceram por volta do século VI e dominaram a região até o século VIII.

Em 565, os gépidas, apoiados pelo bizantinos (preocupados com o poder que os lombardos estavam conquistando), infligiram uma derrota a Alboíno, rei dos lombardos, que por sua vez, buscou estabelecer alianças com seus vizinhos. Firmou assim um pacto com os ávaros, estanciados a leste dos Gépidas. Os termos do acordo previam que, em caso de vitória, os lombardos deixariam aos ávaros as terras ocupadas pelos Gépidas na Panônia. Em 567, os lombardos e os ávaros atacaram contemporaneamente, de noroeste e a nordeste, os gépidas. A vitória foi atribuída a Alboíno, que em batalha assassinou o rei Cunimundo, destruindo assim o reino dos gépidas.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Gépidas». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 22 de novembro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.