Gazela-dorcas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma caixa taxonómicaGazela-dorcas
Gazella-dorcas.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Bovidae
Subfamília: Antilopinae
Género: Gazella
Espécie: G. dorcas
Nome binomial
Gazella dorcas
Distribuição da gazela-dorcas pela África e pelo Oriente Médio.

A gazela-dorcas (Gazella dorcas) é um mamífero artiodáctilo da família dos bovídeos que vive nas regiões desérticas e semidesérticas do norte da África e sudoeste da Ásia, sendo, portanto, o único antílope que ocorre em ambos os continentes.[1] [2] Às vezes também conhecidas simplesmente pelo nome de dorcas, tais mamíferos estão na lista vermelha da IUCN de «animais vulneráveis», tendo em vista a redução drástica de sua papulação nas últimas duas décadas desde 1990.[1]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O termo dorcas significa «gazela» em grego e se refere bem a este pequeno antílope, que é conhecido por sua beleza, agilidade, graciosidade e olhos brilhantes.[3]

Características[editar | editar código-fonte]

É uma espécie de gazela que apresenta coloração pardo-clara com a barriga branca e chifres não muito grandes curvados para trás. A parte superior da pele é de cor bege, ou de um avermelhado-argiloso, com a parte baixa da barriga e dos flancos branca. Apresenta também uma espécie de máscara branca na cara com algum preto à volta dos olhos. Seus cornos são em forma de lira.

É um dos animais que mais bem se adaptam ao deserto, já que podem passar toda a sua vida sem provar uma gota de água. Existem em quase todo o deserto do Saara.

Ao comunicar-se emitem um ruído de alarme que parece o grasnar de um pato.

Subespécies[editar | editar código-fonte]

  • Gazella dorcas beccarii – gazela-dorcas-eritreia
  • G. d. dorcas – gazela-dorcas-egípcia
  • G. d. isabella = /littoralis/ – gazela-isabella
  • G. d. massaesyla – gazela-dorcas-marroquina
  • G. d. osiris = /neglecta/ – gazela-dorcas-saariana
  • G. d. pelzelni – gazelle-de-pelzeln

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b MALLON, David P.; KINGSWOOD, Steven Charles. Antelopes: North Africa, the Middle East, and Asia. [S.l.]: IUCN, 2001. 260 p. ISBN 9782831705941
  2. ESTES, Richard. The Behavior Guide to African Mammals: Including Hoofed Mammals, Carnivores, Primates. [S.l.]: University of California Press, 1991. 611 p. ISBN 9780520080850
  3. SCHIMIDT, Alaid. Pequena Enciclopédia Bíblica de Temas Femininos. [S.l.]: Arte Editorial, 2014. 396 p. ISBN 9788598172262
Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.