Golfo de Omã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Golfo de Omã

O Golfo de Omã (em árabe: خليج عمان khalīj ʿumān; em farsi: دریای عمان daryâ-ye omân), também conhecido como Golfo de Makran (em árabe: خلیج مکران khalīj makrān; em farsi: دریای مکران daryâ-ye makrān), é um golfo que conecta o Mar Arábico com o Estreito de Ormuz, que então deságua no Golfo Pérsico. Suas fronteiras são o Irã e Paquistão ao norte, Omã ao sul, e os Emirados Árabes Unidos ao oeste.

Extensão[editar | editar código-fonte]

A Organização Hidrográfica Internacional define os limites do Golfo de Omã da seguinte maneira: [1]

  • A noroeste: Uma linha que conecta Ràs Limah (25°57'N) na costa da Península Arábica and Ràs al Kuh (25°48'N) na costa do Irã (Pérsia).
  • A sudeste: A fronteira norte do Mar Arábico [Uma linha conectando Ràs al Hadd, ponto leste da Península Arábica, (22°32'N) e Ràs Jiyùni (61°43'E) na costa do Paquistão.

Zonas Econômicas Exclusivas[editar | editar código-fonte]

Zonas Econômicas Exclusivas no Golfo Pérsico:[2]

Número País Área (Km2)
1 Omã 108.779
2  Irão 65.850
3  Emirados Árabes Unidos 4.371
4 Paquistão 2.000
Total Golfo Pérsico 181.000

Comércio Internacional[editar | editar código-fonte]

O Golfo de Omã conecta-se ao leste ao Estreito de Ormuz, uma rota estratégica pela qual cerca de um terço do gás natural liquefeito e 20% do consumo de petróleo escoa a partir de produtores no Oriente Médio.[3]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Em 2018, cientistas confirmaram que o Golfo de Omã contém uma das maiores zonas mortas marítimas do mundo - regiões do oceano que contém pouco oxigênio e nas quais o ecossistema marinho não pode existir. A zona morta contém praticamente todo o Golfo de Omã, uma área de 165.000 quilômetros quadrados, ou aproximadamente o tamanho do Suriname. O motivo desse fenômeno ecológico é uma combinação de uma maior temperatura oceânica e do escoamento de fertilizantes utilizados na região, principalmente Nitrogênio e Fósforo.[4]

Referências

  1. «Limits of Oceans and Seas, 3rd edition» (PDF). International Hydrographic Organization. 1953. Consultado em 28 December 2020. Cópia arquivada (PDF) em 8 October 2011  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  2. «Sea Around Us | Fisheries, Ecosystems and Biodiversity». www.seaaroundus.org 
  3. «2 oil tankers were damaged in possible attacks in the Gulf of Oman». Vox. 13 June 2019  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «Scientists Confirm Florida-Sized Dead Zone in the Gulf of Oman». Yale Environment 360. 30 April 2018. Consultado em 30 April 2018  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.