Grumete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Grumete é quem a bordo faz a limpeza e ajuda os marinheiros nos diferentes trabalhos. É um aprendiz.

História[editar | editar código-fonte]

Relatos informam que por volta do ano 1500, junto a embarcação de Pedro Álvares Cabral, abaixo dos marinheiros menos experientes estavam os grumetes.

Eles eram adolescentes com, no mínimo 12 anos e faziam os trabalhos mais simples, recebendo apenas um salário simbólico.

Um dos serviços típicos dos grumetes era molhar o convés. Se a madeira do convés ficasse seca por muito tempo, ela encolhia e rachava o barco inteiro. Por isso, volta e meia, grumetes atiravam baldes de água para o chão.

Outro trabalho dos grumetes era acompanhar a passagem do tempo. Um deles ficava encarregado de virar uma ampulheta, gritando aos outros cada vez que o fazia para avisarem à tripulação; esse costume foi aperfeiçoado com posteriores desenvolvimentos, com a utilização de um sino que podia ser ouvido por todos a bordo, que marcava as horas e as meias horas, pelo som do badalo, acionado por um cabo que o prendia. Era como um "relógio falante, depois sonante" que, de 30 em 30 minutos informava o horário à tripulação.

Marinha Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Atualmente, na Marinha Portuguesa a designação grumete aplica-se aos praças não graduados ou com uma graduação elementar. Existem:

  1. Primeiro-grumete - graduação equivalente a segundo-cabo do Exército ou da Força Aérea;
  2. Segundo-grumete - posto de praça não graduada, equivalente a soldado do Exército ou da Força Aérea;
  3. Segundo-grumete instruendo - designação dos militares, durante frequência do ciclo de instrução básica para a categoria de sargentos em regime de contrato ou de voluntariado. Ao passar ao ciclo de instrução complementar o instruendo é promovido a segundo-subsargento;
  4. Segundo-grumete aluno - designação dos militares, durante frequência do ciclo de instrução básica para a categoria de praças do Quadro Permanente. Ao passar ao ciclo de instrução complementar o instruendo passa a segundo-marinheiro aluno;
  5. Segundo-grumete recruta - designação dos militares, durante frequência do ciclo de instrução básica para a categoria de praças em regime de contrato ou de voluntariado. Ao passar ao ciclo de instrução complementar o instruendo passa a segundo-grumete.

O posto de primeiro-grumete é imediatamente superior ao de segundo-grumete e inferior ao de segundo-marinheiro. Os primeiros-grumetes e segundo-grumetes usam, como distintivo de posto, apenas o emblema da sua classe, respectivamente em ambos os lados, ou no lado direito (para os primeiros-grumetes), só no lado esquerdo (no caso dos segundo-grumetes), dos seus uniformes.Os segundos-grumetes sem curso de especialização, são denominados genéricamente por "segundo-grumete sem curso", ou, na gíria naval portuguesa por "básicos". Estes últimos, tal como os segundo-grumetes recrutas, segundo-grumetes instruendos ou segundo-grumetes recrutas, não usam nenhum distintivo.

Referências[editar | editar código-fonte]