Haupttreuhandstelle Ost

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Haupttreuhandstelle Ost (HTO; Gabinete de Administração Principal para o Leste),[1] foi uma instituição de Estado do regime nazi, criada por Hermann Göring, responsável por acabar com os negócios polacos e judaicos na Polónia ocupada ou vendê-los aos colonos alemães do leste por um preço simbólico durante a Segunda Guerra Mundial. Era composto por vários funcionários dos Deutsche e Dresdner Banks.[2]

Referências

  1. Friedrich, Klaus-Peter (ed.); Andrea Löw (asst.) (2011). Die Verfolgung und Ermordung der europäischen Juden durch das nationalsozialistische Deutschland 1933–1945. München: R. Oldenbourg Verlag. pp. 113, 192, 355–359. ISBN 978-3-486-58525-4. OCLC 845244180 
  2. Allen, Michael Thad (Outono de 2003). «The Deutsche Bank and the Nazi Economic War against the Jews: The Expropriation of Jewish-Owned Property». Holocaust and Genocide Studies. 17 (2): 361–363. Consultado em 20 de Outubro de 2012