Horror Vacui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Horror vacui e a perspectiva

Horror Vacui (Latim "horror do vazio") descreve na arte o desejo de preencher todas as superfícies vazias, especialmente na pintura e em relevo, com representações ou ornamentos.

Âmbito[editar | editar código-fonte]

O termo remonta a Aristóteles, que usou horror vacui para descrever o fenómeno de que a natureza não conhece vácuo. Traduzido para a arte, o termo foi usado pela primeira vez pelo crítico italiano Mario Praz usado para descrever a maior parte sobrecarregado de arte Victoriana.[1]

O termo também é usado para a abundância e a pompa sobrecarregada do barroco.

Em contraste, na arte do século 20, há uma quantidade crescente de coragem para o espaço livre como contraponto ao medo do vazio.

Referências