Huaxia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Huaxia (华夏) era um termo usado na literatura chinesa histórica e muitas vezes usado para representar a China e a sua civilização. Inicialmente, Huaxia parece ter sido um termo cultural pouco abrangente, que não se referia a uma raça, etnia ou país em particular, mas sim a um ser "civilizado", estabelecido, alfabetizado, cuja população agrícola aderia aos padrões rituais comuns, em contraste com os "bárbaros".[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cioffi-Revilla, Claudio; Lai, David (1995). «War and Politics in Ancient China, 2700 B.C. to 722 B.C.». The Journal of Conflict Resolution [S.l.: s.n.] 39 (3). 
  • Guo, Shirong; Feng, Lisheng (1997). «Chinese minorities». Encyclopaedia of the history of science, technology, and medicine in non-western cultures (Dordrecht: Kluwer Academic Publishers). ISBN 978-0-7923-4066-9. 
  • Holcombe, Charles (2010). A history of East Asia: From the origins of civilization to the twenty-first century (Cambridge: Cambridge University Press). ISBN 978-0-521-73164-5. 
  • Liu, Xuediao (2005). 中國文化史講稿 (em Chinese) (Taipei: 知書房出版集團). ISBN 978-986-7640-65-9. 
Ícone de esboço Este artigo sobre a China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.