Ibne Diama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
ibne Diama
Nacionalidade Emirado de Alepo
Ocupação Oficial
Religião islamismo

Ibne Diama (Ibn Diʻāmah) foi um rebelde árabe do século X.

Vida[editar | editar código-fonte]

Conspirou com ibne Mamude e ibne Manique contra o patriarca de Antioquia Cristóvão (r. 959/960–967). Fracassaram em expulsá-lo de sua sé após a morte do emir de Alepo Ceife Aldaulá (r. 945–967) em 8 de fevereiro, e por isso mataram-o durante uma visita a casa de ibne Manique. Após a conquista bizantina de Antioquia em 28 de outubro de 969, os culpados foram punidos. Ibne Diama foi mandado à prisão de Tarso com ibne Mamude e lá permaneceu até a chegada de Miguel Burtzes em Antioquia no verão de 971, quando foi levado diante do oficial e afundado com uma pedra no rio Orontes.[1]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Lilie, Ralph-Johannes; Ludwig, Claudia; Zielke, Beate et al. (2013). «#22691 Ibn Diʻāmah». Prosopographie der mittelbyzantinischen Zeit Online. Berlim-Brandenburgische Akademie der Wissenschaften: Nach Vorarbeiten F. Winkelmanns erstellt