Igreja São Benedito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Abril de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Igreja São Benedito
Construção 1874-1886
Diocese Arquidiocese de Teresina
Bispo Dom Jacinto Brito
Local Praça da Liberdade,s/nº
Teresina,Piauí  Brasil

A igreja São Benedito é uma igreja católica localizada na área mais central da cidade de Teresina, a capital do estado brasileiro do Piauí. É o terceiro mais importante templo católico construído em Teresina, sendo junto à Catedral Metropolitana Nossa Senhora das DoresIgreja Matriz Nossa Senhora do Amparo (Primaz de Teresina) os principais templos da cidade.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A pedra fundamental da Igreja de São Benedito foi lançada em 13 de junho de 1874, e sua sagração se deu em 3 de junho de 1886. A igreja demorou 12 anos para ser concluída pelo missionário capuchinho italiano Frei Serafim de Catânia, da ordem dos franciscanos, que veio para Teresina em 10 de maio de 1874.

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Construída em alvenaria, telhado de cana industrial cerâmico, forro abobadado, vergas em arco pleno e piso externo em lajota cerâmica, a Igreja de São Benedito é uma imponente edificação, em estilo toscano como igreja italianas, com torres piramidal que se elevam a mais de quarenta metros de altura seguindo rigorosamente o modelo da basílica medieval, com planta cruciforme, e tem inspiração romântica com fachada trabalhada voltada para o oeste, planta em cruz latina e abside posterior ao altar-mor, com alto zimbório e majestosa escadaria de pedra que leva a seu adro. Seu portal é arqueado. Uma estátua em tamanho natural do santo padroeiro encontra-se em seu frontispício, entre as torres sineiras de zinco dadas pelo papa Pio XII. Suas portas, obras de Sebastião Mendes, foram tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: são feitas de jacarandá e cedro, trabalhadas em motivos florais.

Informações adicionais[editar | editar código-fonte]