Imperatriz Shōken

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Shōken
Empress Shoken2.jpg
Imperatriz consorte do Japão
Reinado 11 de janeiro de 1869
até 30 de julho de 1912
Coroação 11 de janeiro de 1869
Antecessor(a) Imperatriz Eishō
Sucessor(a) Imperatriz Teimei
 
Cônjuge Imperador Meiji (c. 1869–1912)
Casa Yamato
Nome completo Masako Ichijō (一条勝子)
Nascimento 9 de maio de 1849
  Quioto, Japão
Morte 9 de abril de 1914 (65 anos)
  Numazu, Japão
Pai Tadaka Ichijō
Mãe Tamiko Shinbata

Imperatriz Shōken (em japonês: 昭憲皇后; nascida Masako Ichijō; Quioto, 9 de maio de 1849Numazu, 9 de abril de 1914) foi a imperatriz consorte do Japão, como a esposa do imperador Meiji. Também era conhecida como imperatriz-viúva Shōken.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ela era a terceira filha do Sadaijin Ichijō Tadaka, líder do Ramo Ichijō do Clã Fujiwara. Ela casou-se com o Imperador Meiji no dia 2 de Setembro de 1867 e adotou o nome Haruko (一条美子?), que pretendia refletir seu tamanho dimunuto e sua beleza serena.

Embora fosse a primeira imperatriz japonesa a desempenhar um papel público, ela não teve filhos. O Imperador Meiji tinha quinze filhos com cinco damas de companhia oficiais. Haruko, seguindo uma antiga tradição da monarquia japonesa, adotou Yoshihito, o filho mais velho de seu marido e de uma concubina. Yoshihito tornou-se o herdeiro oficial ao trono e sucedeu o Imperador Meiji com o título de Imperador Taishō.

Como imperatriz, ela assumiu o papel de ajudar os pobres e promoveu o bem-estar nacional, bem como a educação para mulheres. Por isso, Haruko foi chamada de "Mãe da Nação" por seu povo. Durante a Primeira Guerra Sino-japonesa (1894-1895), trabalhou para estabelecer a Sociedade da Cruz Vermelha Japonesa. Preocupada com as atividades da Cruz Vermelha, especialmente nos tempos de paz, ela criou um fundo para o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, nomeado mais tarde "O Fundo da Imperatriz Shōken", que atualmente é voltado para atividades de bem-estar internacionais.

Com a morte do Imperador Meiji, ganhou o título kōtaigo ("Imperatriz Viúva") de seu filho adotivo, o Imperador Taishō.

Ela morreu em 1914; seu corpo foi enterrado em Kyoto e sua alma, venerada no Santuário Meiji de Tóquio. Depois disso, recebeu o nome póstumo de Imperatriz Shōken. A carruagem da imperatriz, bem como a do Imperador Meiji, pode ser vista hoje no museu Meiji Mura, perto de Nagoya.

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 9 de maio de 1849 — 11 de janeiro de 1869: Lady Masako Ichijō
  • 11 de janeiro de 1869 — 30 de julho de 1912: Sua Majestade Imperial a Imperatriz
  • 30 de julho de 1912 — 9 de abril de 1914: Sua Majestade Imperial a Imperatriz-viúva
  • Nome póstumo: Sua Majestade Imperial a Imperatriz Shōken

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Realeza Japonesa
Precedido por
Imperatriz Eishō
Imperatriz consorte do Japão
1869–1912
Sucedido por
Imperatriz Teimei