Irmandade Republicana Irlandesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Executivo dos Fenianos Irlandeses.

A Irmandade Republicana Irlandesa foi um juramento secreto, sendo uma organização de vínculo fraterno dedicada à criação de uma "República democrática independente", em meados do século XIX e início do XX.[1] A sua contrapartida nos Estados Unidos da América, foi organizada por John O'Mahony e tornou-se conhecido como a Irmandade Feniana (mais tarde Clan nd Gael). Os membros de ambas as alas do movimento são muitas vezes referidos como "Fenianos".

A Irmandade desempenhou um papel importante na História da Irlanda, como o principal defensor de republicanismo durante a campanha para a independência da Irlanda em relação ao Reino Unido. Na sequência dos movimentos, nasceram o Irlandeses Unidos, na década de 1790, e os Jovens Irlandeses, em 1840. Como parte da Nova Saida, em 1870 e 1880, membros da Irmandade fizeram uma tentativa de democratizar o Home Rule League [2] e do seu sucessor, o Partido Parlamentar Irlandês, bem como tomar parte na Guerra da Terra.[3] A Irmandade participou activamente na Revolta da Páscoa em 1916, o que levaria à criação da primeira Dáil Éireann em 1919. A supressão do Dáil Éireann precipitou a Guerra da Independência da Irlanda e com a assinatura do Tratado Anglo-Irlandês em 1921, finalmente levando à quase completa independência irlandesa.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • M J Kelly, The Fenian Ideal and Irish Nationalism, 1882-1916, Boydell, 2006. ISBN 1843834456
  • Sean Cronin, The McGarrity Papers, Anvil Books, Ireland, 1972
  • Joseph Denieffe, A Personal Narrative of the Irish Revolutionary Brotherhood, The Gael Publishing Co., 1906
  • Michael Kenny, The Fenians, The National Museum of Ireland em associação com a Country House, Dublin, 1994, ISBN 0 946172 42 0
  • F. S. L. Lyons, Ireland Since the Famine, Fontana, 1973
  • Owen McGee, The IRB: The Irish Republican Brotherhood from The Land League to Sinn Féin, Four Courts Press, 2005, ISBN 1 85182 972 5
  • Leon Ó Broin, Fenian Fever: An Anglo-American Delemma, Chatto & Windus, Londres, 1971, ISBN 0 7011 1749 4.
  • John O'Leary, Recollections of Fenians and Fenianism, Downey & Co., Ltd, Londres, 1896 (Vol. I & II)
  • Jeremiah O'Donovan Rossa, Rossa's Recollections, 1838 to 1898 Mariner"s Harbor, Nova Iorque, 1898
  • Dr. Mark F. Ryan,Fenian Memories, Editado por T. F. O'Sullivan, M. H. Gill & Son, LTD, Dublin, 1945
  • Kathleen Clarke, Revolutionary Woman: My Fight for Ireland's Freedom, O'Brien Press, Dublin, 1997, ISBN 0 86278 245 7
  • Christy Campbell, Fenian Fire: The British Government Plot to Assassinate Queen Victoria, HarperCollins, London, 2002, ISBN 0 00 710483 9

Referências

  1. McGee, p. 15.
  2. McGee, p. 47.
  3. McGee, pp. 46-60.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre a República da Irlanda é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.