JCMS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O JCMS (JXTA Content Management Service), baseado no Project Juxtapose (JXTA) da Sun Microsystems, é um sistema de intercâmbio de objetos de aprendizagem baseado na arquitetura peer-to-peer e na tecnologia de repositórios digitais. O objetivo do JCMS é dar suporte à organização e compartilhamento de conhecimento distribuído em comunidades de aprendizagem colaborativas.

JCMS, educação e gestão de conhecimento[editar | editar código-fonte]

A idéia central do JCMS é motivar os atores envolvidos no processo cognitivo a sociabilizar seus próprios conhecimentos, criando-se facilidades para o desenvolvimento de objetos de aprendizagem que qualquer pessoa possa formatar, estruturar, empacotar e disponibilizar esses objetos num repositório comum a uma comunidade específica. A partir daí, a comunidade pode acessar os repositórios distribuídos, filtrar os objetos, escolher e reusar o conteúdo como melhor lhe apropriar. A filtragem se dará sob os aspectos sintáticos, semânticos e de qualidade. Dessa forma, o conhecimento, sob a forma de objetos de aprendizagem (OAs) será disponibilizado e manuseado através de uma ferramenta que executa armazenamento, publicação, busca, requisição, envio e obtenção.

No ambiente JCMS não é necessário um servidor central controlando as interações entre os peers. Esta relação horizontal entre peers permite a criação de um conhecimento rico em uma comunidade em que as pessoas procuram umas às outras baseadas em interesses comuns, afinidade social e características pessoais. Esta característica é bastante interessante porque reflete uma relação não-hierárquica entre professores, estudantes e colaboradores. Assim, adotou-se a infra-estrutura de sistema distribuído peer-to-peer onde pares intercomunicam-se e trocam conteúdos digitais e foi também implementada uma ferramenta que lida com o gerenciamento de conteúdo sobre a plataforma JXTA da Sun.

A possibilidade de utilizar a Internet e outras tecnologias digitais ajudou no desenvolvimento e melhoramento das comunicações e tarefas colaborativas entre pesquisadores, professores e estudantes, assim como tornou possível criar mundos virtuais que podem promover a Educação a Distância (Almeida apud Pimentel de Sousa 2003).

Por outro lado, por estarem as informações disponíveis "livremente" na Internet, elas geralmente se apresentam de maneira dispersa, fragmentada e, por muitas vezes, descontextualizada da realidade de quem as busca.

O ideal seria que essas informações fossem obtidas com maior eficiência através da Internet e localizadas com maior precisão. Desta forma, elas deveriam estar detalhadamente descritas e padronizadas sob a forma de objetos de aprendizagem (OAs) (Wagner 2002; Dolphin & Miller 2002).

Um OA é qualquer entidade digital ou não (imagens, documentos, simulações, etc.) que pode ser usada para aprendizagem, educação ou treinamento (IEEE-LOM 2002). Um OA deve ser descrito através de metadados. Metadados são dados sobre as características mais relevantes de um determinado conteúdo para melhor gestão. Tais características podem ser agrupadas em categorias assim especificadas: geral, ciclo de vida, meta-metadados, técnica, educacional, direitos de propriedade, relação, anotação e classificação, para melhor gerenciamento.

Uma vez alimentado o repositório com a criação de OAs, o usuário poderá realizar buscas e eventualmente fazer downloads. O aplicativo aguarda que o usuário digite um termo a ser buscado entre os metadados descritos no objeto de aprendizagem e então ele selecione o(s) arquivo(s) ou objeto(s) que foi encontrado no peer remoto, de acordo com a figura abaixo.

Busca de Objetos de Aprendizagem pelo JCMS

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • ADL (2004). ADL Technical Team, SCORM 3a Edição. Disponível em: http://www.adlnet.gov/news/articles/381.cfm.
  • ARAÚJO, A. L. C. (2003). “MinhoCASE – Uma Ferramenta baseada em Componentes para a Construção de um Linux Pedagógico”. Tese de Mestrado, Universidade Estadual do Ceará - UECE, Fortaleza, 137p.
  • BERNERS-LEE, T.; HENDLER, J.; LASSILA, O. (2001). “The Semantic Web”, Internal Note, World Wide Web Consortium – W3C. Maio de 2001. Disponível em: www.w3.org/2001/sw/.
  • BONIFACIO, M; BOUQUET, P.; TRAVERSO, P. “Enabling Distributed Knowledge Management - Managerial and Technological Implications.” Informatik - Informatique, 1/2002. Disponível em: http://www.providersedge.com/docs/km_articles/Building_Successful_KM_Projects.pdf
  • BONIFÁCIO, M.; CUEL, R.; MAMELI, G.; NORI, M. (2002). “A Peer-to-Peer Architecture for Distributed Knowledge Management”. In: Proceedings of Fourth International Conference on Practical Aspects of Knowledge Management (PAKM02). Viena - Áustria, 2002. Disponível em: http://eprints.biblio.unitn.it/archive/00000218/01/65.pdf.
  • BRASE, J.; PAINTER, M. (2004). “Inferring Metadata for a Semantic Web Peer-to-Peer Environment”. In: International Forum of Educational Technology & Society - (IFETS), 7 (2), 61-67. ISSN 1436-4522 (on-line). Disponível em: http://ifets.ieee.org/periodical/7_2/9.pdf. Acessado em 10 Nov.
  • DAVENPORT, T; DELONG, D. W.; BEERS, M. C. “Successful Knowledge Management Projects”. Sloan Management Review, Winter 1998.
  • DOLPHIN, I.; MILLER, P. (2002). "Learning Objects and the Information Environment". 8 Jul 2002, Publicação: Ariadne Issue 32, Disponível em: http://www.ariadne.ac.uk/issue32/iconex/. Acessado em: 27 Mai. 2005.
  • DUVAL, E., VANDEPITTE, P., TERNIER, S. (2002). “LOMster: Peer-to-peer Learning Object Metadata”. In: World Conference on Educational Multimedia, Hypermedia and Telecommunications 2002(1), 1942-1943. (on-line). Disponível em: http://dl.aace.org/10483.
  • GRADECKI, J. D. (2002). “Mastering JXTA: Building Java Peer-to-Peer Applications”. Ed. Wiley Publishing Inc. ISBN 0471250848. 552p.
  • HODGINS, H. W. (2002). “The Future of Learning Objects”. In: 2002 ECI Conference on e-Technologies in Engineering Education: Learning Outcomes Providing Future Possibilities. 11-16 Ago. Davos – Suíça.
  • KAMIENSKI, C.; SOUTO, E.; ROCHA, J.; DOMINGUES, M.; CALLADO, A.; SADOK, D. (2005) “Colaboração na Internet e a Tecnologia Peer-to-Peer”. In: XXV Congresso da Sociedade Brasileira de Computação – SBC2005. 25 a 29 Jul. São Leopoldo – RS.
  • Milligan, C.D., Beauvoir, P., & Sharples, P. (2005). “The Reload Learning Design Tools”. Journal of Interactive Media in Education 2005(06). Disponível em: http://jime.open.ac.uk/2005/06. July 2005. ISSN 1365-893X.
  • MORGADO, E. M.; PEREÑALVO, F. G. (2005). “Knowledge management system to re-feed learning objects repository”, Third International Conference on Multimedia and Information and Communication Technologies in Education – mICTE 2005, Jun. 2005, Cáceres, Espanha.
  • NEJDL, W.; WOLF, B.; QU, C.; S. DECKER; SINTEK, M.; NAEVE, A.; NILSSON, M.; PALMER, M., RISCH, T. (2002). “EDUTELLA: A P2P Networking Infrastructure Based on RDF”. In: 11th International WWW Conference. Honolulu, Havaí, EUA, 7-11 Mai. 2002.
  • ONLINE TECHNICAL WRITING (2004) “Processes and Guidelines: Strategies for Peer-Reviewing and Team-Writing”. Disponível em: http://www.io.com/~hcexres/tcm1603/acchtml/team.html. Acessado em: 25 Nov.
  • PIMENTEL DE SOUSA, V. L. (2003). “Une Architecture Distribuée pour l’Intéroperabilité Sémantique entre Plates-formes d’Education”. Tese de Doutorado, l’Université Pierre et Marie Curie - Paris 6, Paris, 2003, 276p.
  • PIMENTEL DE SOUSA, V. L.; AGOULMINE, N.; OBAID, A.; HEBUTERNE, G. (2003a). “Learning Networks: Towards Creating a Virtual Learning Community”. In: Proceedings of the 2003 International Conference on Information and Communication Technologies – ICT 2003. Tailândia, 08 a 10 Abr.
  • PIMENTEL DE SOUSA, V. L.; AGOULMINE, N.; HEBUTERNE, G.; OLIVEIRA, A. M. B.; Obaid, A. (2003b). “Introducing Rules in Content Exchange in P2P Networks”. In: Proceedings of the French Symposium on Networks and Services Management – GRES’2003, Fortaleza – CE, Fev. 2003.
  • PIMENTEL DE SOUSA, V. L.; MAILLET, K.; HEBUTERNE, G.; AGOULMINE, N. (2004) “Technical Issues for e-Learning Architectures in an XML-based Approach: The Example of the UNIVERSAL Brokerage Platform”. In: 21st ICDE World Conference (ICDE2003) Hong Kong - China, Fev. 2004.
  • PIMENTEL DE SOUSA, V. L.; OBAID, A.; AGOULMINE, N.; HÉBUTERNE, G. (2003c). “Providing and Acquiring Tools for Higher Education e-Learning Platforms”. In: Proceedings of the 4th International Conference on Information Technology Based Higher Education and Training ITHET’03. Marrocos, Jul. 2003.
  • Edutella (2002). “Edutella Project Home”. Disponível em: http://edutella.jxta.org/. Acessado em 11 Ago. 2003.
  • QU, C.; NEJDL, W. (2004). “Integrating XQuery-enabled SCORM XML Metadata Repositories into an RDF-based E-Learning P2P Network”. In: International Forum of Educational Technology and Society – IFETS. ISSN 1436-4522 (on-line). Disponível em: http://ifets.ieee.org/periodical/7_2/8.pdf.
  • RDF (2004). “Resource Description Framework”. World Wide Web Consortium – W3C. Disponível em: http://www.w3.org/RDF/. Acessado em 11 Ago.
  • RELOAD (2004). “Reusable eLearning Object Authoring and Delivery”. Disponível em: https://web.archive.org/web/20061123053252/http://www.reload.ac.uk/. Acessado em Abr. 2004.
  • RIVEST, R. (1992). “RFC 1321 - The MD5 Message-Digest Algorithm”. IETF. Disponível em: https://web.archive.org/web/20081004172008/http://www.ietf.org/rfc/rfc1321.txt. Acessado em Out. 2005.
  • SOARES, L. F. G.; LEMOS, G.; COLCHER, S. (1995). Redes de Computadores, das LANs, MANs e WANs às Redes ATM - Ed. Campus, 1995.
  • SUN-JXTA (2003). JXTA. Disponível em: https://web.archive.org/web/20030422185950/http://www.jxta.org/. Acessado em Ago.
  • WAGNER, E. D. (2002). “The New Frontier of Learning Object Design”. The Elearning Developer Journal. Disponível em: http://www.elearningguild.com/pdf/2/061802dst-h.pdf. Acessado em 20 de Out. 2003.
  • WILEY, D. A. (2002). “Connecting learning objects to instructional design theory: A definition, a metaphor, and a taxonomy”. In D. A. Wiley (Ed.), The Instructional Use of Learning Objects: Online Version. Agency for Instructional Technology. ISBN 0-7842-0892-1. Janeiro, 2002. Acessado em 25 Out. 2004. Disponível em: http://reusability.org/read/chapters/wiley.doc.
  • WILSON, B. J. (2002). “JXTA”. Indianápolis. New Riders Publishing. ISBN 0-73571-234-4. 527p. Disponível em: http://www.brendonwilson.com/resources/projects/jxta-book/jxta-pdf.zip.
  • YANG, B.; GARCIA-MOLINA, H. (2002). “Efficient Search in Peer-to-peer Networks”. In: Proceedings of the 22nd International Conference on Distributed Computing Systems – ICDCS. Viena, Áustria. 2002.