James John Unger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde setembro de 2012). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

James John Unger (28 de janeiro de 1942), foi o primeiro treinador, professor e teórico do debate político intercolegial nos Estados Unidos durante a década de 1960 até 1980.

Biografia[editar | editar código-fonte]

James Unger, natural de Cleveland, Ohio, foi um debatedor campeão em St. Ignatius High School, onde foi treinado pelo Rev. John Miday (membro da Liga Nacional Forense Hall of Fame). Ele alcançou as quartas de final do torneio nacional NFL de debate político. Unger participou do Boston College, atingindo a fase final do Torneio Nacional de Debate da faculdade e se formou o orador oficial, em 1964. Ele começou a treinar equipes de debate da faculdade, incluindo a equipe do Boston College, enquanto ele era um estudante na Harvard Law School, onde recebeu seu diploma em 1967.

De 1968 até 1983, Unger era o treinador de debate na Universidade de Georgetown.

Após seus anos na Georgetown, Unger era o treinador de debate na Universidade Americana.

Em ano de eleições presidenciais nos Estados Unidos, Unger atuou como consultor e foi amplamente citado nas presidenciais e vice-presidenciais para debates candidatos NBC, ABC, Associated Press e United Press International.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Há 20 anos atrás, após terminar um noivado, ele passara por uma noite de desespero e resolveu tirar a própria vida. Quem o salvou foi o cachorro que ele tinha adotado de uma ong, Schoep.

Após uma vida juntos, Unger descobriu que Schoep, então com 19 anos, estava com artrite. Seu veterinário sugeriu sacrificar o animal, mas ao invés disso ele o levava todos os dias ao lago, onde a água morna aliviava as dores que impediam Schoep de dormir e, no colo de Unger, o cão adormecia.

Uma fotógrafa chamada Hannah Stonehouse Hudson, e que também é sua amiga, sempre o chamava para uma sessão de fotos com Schoep mas ele não o fazia por falta de tempo, quando soube que tinha então pouco tempo junto à seu melhor amigo, Unger arranjou esse tempo. Durante apenas cinco minutos ele fez Schoep flutuar n'água enquanto ele caminhava em círculos no lago e nem imaginava que sua amiga já estava tirando as fotos. Pensando que teria de voltar um outro dia ele ficou surpreso ao chegar na margem e saber que sua amiga Hannah Stonehouse Hudson, já tinha conseguido o que queria. A foto ficou viral. O mundo inteiro viu, se emocionou. Teve milhares de likes e compartilhamentos no facebook.

A popularidade do caso tomou proporções globais. Doações para o tratamento à laser para Schoep e outros estão vindo do mundo todo.

Referencias[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]