Josefismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Josefismo ou Josefinismo Foi uma teoria política introduzida durante o reinado de José II do Sacro Imperador Romano-Germânico que alterou as relações existiam até então entre a Igreja Católica e os territórios dos Habsburgos.[1] De acordo com esta visão, a Igreja só teria potestade moral sobre os fiéis, e, em consequência, as questões de caráter secular no território austríaco - incluída aí a administração da própria Igreja - deveriam ficar submetidas às leis e autoridades do Estado. Também se suprimiram as isenções e dispensas outorgadas pelo papa no território austríaco porque se as considerava que afetavam a soberania do próprio monarca.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Vide também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. topic/Josephism «Josefismo» Verifique valor |url= (ajuda). Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 18 de novembro de 2019