Jumper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Jumper (desambiguação).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jumpers (pequenas peças de plástico metalizadas internamente)

Jumper é um pequeno condutor utilizado para conectar dois pontos de um circuito eletrônico. São geralmente utilizados para configurar placas de circuitos, como placas-mãe de computadores.

Também denomina-se jumper um segmento de fio condutor soldado diretamente às ilhas de uma placa de circuito impresso com a função de interligar dois pontos do circuito.

Formato[editar | editar código-fonte]

Os pinos de jumper são arranjados, lado a lado, em grupos chamados Blocos de Jumper e cada grupo tem pelo menos um par de pinos. Uma pequena peça condutora com o tamanho apropriado é conectada aos pinos, fechando, assim, o circuito.

Jumpers são condutores elétricos, geralmente encapsulados por um bloco isolante de plástico. Isso evita o risco de o jumper, acidentalmente, fechar curto-circuito (particularmente quando é derrubado sobre circuitos em funcionamento).

Uso[editar | editar código-fonte]

Usam-se jumpers desde a criação das placas de circuitos impressos. Quando se põe um jumper sobre dois ou mais pinos, estabelece-se uma conexão elétrica entre eles, e o equipamento é, então, instruído a funcionar de acordo com determinadas configurações. Por exemplo, com computadores antigos, a velocidade e tensão elétrica da CPU eram configuradas por jumpers.

Alguns manuais referem-se às configurações dos jumpers como ligado ou desligado, ou fechado ou aberto. Quando um jumper está conectado a pelo menos dois pinos, está fechado. Quando está conectado apenas a um pino ou a nenhum pino, está aberto.

Na computação[editar | editar código-fonte]

Nos computadores, o uso mais comum para os jumpers era configurando como a placa mãe reconheceria o disco rígido do computador, podendo ser "mestre" ou "escravo". Está cada vez mais em desuso com a maior utilização dos equipamentos SATA.