Knut (urso-polar)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Knut (urso polar))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o cientista computacional, veja Donald Knuth.
Knut
Espécies Ursus maritimus (urso-polar)
Sexo Masculino
Nascimento 5 de dezembro de 2006
Berlim,  Alemanha
Morte 19 de março de 2011
Berlim
Knut em janeiro de 2011.

Knut (Berlim, 5 de dezembro de 2006 - Berlim, 19 de março de 2011[1]) foi o primeiro urso-polar a nascer no Jardim Zoológico de Berlim em mais de 30 anos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Knut nasceu com 810 g e foi rejeitado por sua mãe, Tosca, de 21 anos, logo após seu nascimento. Quatro dias depois, seu irmão gêmeo morreu. Dai para frente ele passou a ser tratado pelos funcionários do zoológico, especialmente por Thomas Dörflein, que o amamentava até 12 vezes por dia.[2]

Ganhou notoriedade internacional depois que "ativistas ecológicos" pediram que ele fosse sacrificado ao invés de ser criado por humanos os quais, segundo eles, estariam "mimando" o urso.[3]

Sua primeira saída em público foi no dia 23 de março de 2007, e mais de 500 fotógrafos e equipes de televisão internacionais estavam a sua espera.[4]

Knut foi, ainda, fotografado pela renomada Annie Leibovitz, que é uma das preferidas entre os famosos. Foi capa da revista Vanity Fair alemã e americana de abril de 2007.

No dia 19 de abril de 2007, o zoológico de Berlim recebeu uma mensagem escrita a mão por fax, dizendo que o urso seria assassinado no mesmo dia, mas nada aconteceu.

Em outubro de 2010 ele é trocado de lugar no zoológico de Berlim pois estava sendo mal tratado por outros ursos. Segundo a imprensa britânica, o urso-polar, Knut, está a ser constantemente agredido por parte das três colegas, Tosca, Nancy e Katyuscha, com quem supostamente deveria começar a ter relações sexuais a partir do próximo ano.[5]

Morte[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de março de 2011, na frente de visitantes, Knut levantou-se da pedra onde tomava sol e começou a andar em círculos, depois caindo na água. Seu corpo começou a boiar sem movimento, e os funcionários do zoológico constataram que ele estava morto. A autópsia constatou que Knut tinha anomalias cerebrais e morreu de um ataque epiléptico — ele provavelmente herdou a doença de seu pai, o urso Lars, que também era epiléptico.[6][7][8] A morte do urso foi registrado em vídeo.[9]

Referências

  1. Urso polar Knut morre na Alemanha Portal Folha - acesso em 20 de março de 2011
  2. «He's too cute to bear» (em inglês). Mirror. 26 de janeiro de 2007 
  3. «Knut: A polar bear story» (em inglês). BBC News. 22 de março de 2011 
  4. «Baby bear becomes media star» (em inglês). BBC News. 23 de março de 2007 
  5. «Knut sofre 'bullying' de ursas no zoo de Berlim, diz imprensa alemã». G1. 19 de outubro de 2010 
  6. «Knut morreu de problemas cerebrais». Estadão. 22 de março de 2011 
  7. «Polar bear Knut died of brain damage, tests suggest» (em inglês). BBC News. 22 de março de 2011 
  8. «Epilepsia matou famoso urso polar Knut». Estadão. 26 de março de 2011 
  9. http://noticias.uol.com.br/ultnot/bichos/ultnot/2011/03/25/video-mostra-momento-da-morte-do-urso-knut-no-zoologico-de-berlim.jhtm
Ícone de esboço Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.