Kweku Adoboli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Kweku Mawuli Adoboli[1](14 de maio[2] de 1980 em Tema,[3] Gana) é um banqueiro de investimento e trabalhou no sector da banca de investimento e foi diretor da equipa Global Synthetic Equities Trading do banco suíço UBS em Londres. Acredita-se que ele fiz transações não autorizadas em nome da empresa de 2,3 bilhões de dólares de perdas.[4][5] Ele foi detido pela polícia britânica, depois que o banco, havia sido informado sobre os acontecimentos.[6] Ele foi formalmente acusado pela polícia londrina por "abuso de posição e fraude contabilística".[7]

Referências

  1. Kweku Mawuli Adoboli em: Financial Services Authority (FSA) Register, recuperado 21 de Setembro 2011; Archiv-Kopie
  2. Trader in UBS scandal was a ‘loyal’ employee Financial Times, recuperado 23 de Setembro 2011
  3. Die kriminellen Zocker aus den Handelsräumen em: faz.net do 18 de Setembro 2011 (alemão)
  4. Frank Jordans. «Rogue trader causes US$2 billion loss at UBS». Associated Press. Consultado em 15 de setembro de 2011 
  5. Megan Murphy (15 de setembro de 2011). «UBS trader Adoboli held over US$2bn loss». Financial Times. Consultado em 15 de setembro de 2011 
  6. Público: Suspeito de fraude no UBS detido em Londres recuperado 16 de Setembro 2011
  7. Diário de Noticias: UBS. Kweku Adoboli formalmente acusado de fraude recuperado 19 de Setembro 2011

Weblinks[editar | editar código-fonte]