Língua kashaya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kashaya (Kʼahšá:ya)
Falado em: Estados Unidos
Região: Sonoma, California
Total de falantes: 45 (1994)
Família: Pomoana
 Ocidental
  Oriental
   Kashaya
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: kju

Kashaya (ou Pomo do Sudoeste, ou Kashia) é o nome da língua de uma parte do povo indígena Pomo, cujo lar histórico é o litoral do Pacífico no que hoje é o condado de Sonoma, Califórnia. A língua está severamente ameaçada de extinção, sasim com o as demais língua pomoanas. Essas línguas pomoanas foram classificadas como parte das línguas hocanas., embora esses status de “hokanas” seja controverso. O nome Kashaya corresponde a palavras das línguas das vizinhanças com significados de "habilidoso" e "jogador esperto". É falada por menos de 50 pessoas do “Bando Kashia de índios Pomo de Stewarts Point Rancheria”.[1]

Sete línguas Pomoanas na Califórnia antes dos contatos com europeus

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Parte Histórico Estadual de Fort Ross – placa com nome do local em Kashaya /mé•ṭiʔni/, anglicizado como “May-tee-nee”

Vogais[editar | editar código-fonte]

Kashaya tem cinco vogais que podem ser curtas ou longas. Na ortografia estabelecida por Robert Oswalt, as vogais longas s]ao marcadas com um ponto no alto. (•).

  Curta Longa
 Anterior   Posterior   Anterior   Posterior 
 Fechada   i u
 Média  e o
 Aberta   a

A extensão é contrativa em pares de palavras como: ʔihya "osso" versus ʔihya: "vento", dono "montanha, colina" versus dono: "subindo a colina".

Consoantes[editar | editar código-fonte]

As consoante Kashaya estão na tabela que se segue, conforme descrição fonológica de Oswalt (1961). A letra c representa a africada /t͡ʃ/, que se comporta como uma palatal oclusiva. As oclusivas coronais não diferem muito na localização do contato contra o céu da boca como na configuração da língua. A oclusiva dental t é descrita por Oswalt (1961) como pós dental nos falantes mais idosos, mas interdental entre os mais jovens mais fortemente influenciados pela língua inglesa, algo como na pronúncia de /θ/. Essa dental oclusiva tem uma articulação laminal que pode ser mais bem representada como /t̻/. A alveolar oclusiva item uma articulação apical, mais precisamente /t̺/. Entre falantes jovens se parece com o t inglês. A tabela as sonoras aspiradas e glotalizadas como elementos simples;[2] Oswalt analisa as mesmas como sequências de sonorantes mais /h/ or /ʔ/, das quais frequentemente derivam.

Labial Dental Alveolar Palatal Velar Uvular Glotal
Plosiva Plana surda p t [t̻] [t̺] c [t͡ʃ] k q ʔ
Aspirada [t̻ʰ] ṭʰ [t̺ʰ] [t͡ʃʰ]
Ejetiva [t̻ʼ] ṭʼ [t̺ʼ] [t͡ʃʼ]
Sonora b d [d̺]
Fricativa Surda (f) s š [ʃ] h
Ejetiva
Nasal oclusiva Fonação plana m n
Aspirada
glotalização
Aproximante Fonação plana w l (r) y [j]
Aspirada () [jʰ]
glotalizada () [jʼ]

As consoantes /f, r/ só existem em palavras de origem estrangeiras; em função da influência do inglês, as palavras originárias do russo e do espanhol recebem pronúncia como /r/ como em inglês americano. As sonoras /b, d/ são a percepção de /mʼ, nʼ/ na posição antes de vogal.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. About Us. Kashia Band of Pomo Indians of Stewarts Point Rancheria. (retrieved 28 July 2009)
  2. Buckley, Eugene (1994). Theoretical aspects of Kashaya phonology and morphology. CSLI Publications, Stanford University.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Buckley, Eugene (1994). Theoretical aspects of Kashaya phonology and morphology. CSLI Publications, Stanford University.
  • California Indian Library Collections Project (n.d.). «Pomo/Kashaya Bibliography». Publisher: www.mip.berkeley.edu. Consultado em 19 de dezembro de 2009 
  • McLendon, Sally. (2003). Evidentials in Eastern Pomo with a comparative survey of the category in other Pomoan languages. In A. Y. Aikhenvald & R. M. W. Dixon (Eds.), Studies in evidentiality(pp. 101–129). Typological studies in language (Vol. 54). Amsterdam: John Benjamins Publishing Company. ISBN 90-272-2962-7; ISBN 1-58811-344-2.
  • Mithun, Marianne. (1999). The languages of Native North America. Cambridge: Cambridge University Press. ISBN 0-521-23228-7 (hbk); ISBN 0-521-29875-X.
  • Oswalt, Robert L. (1961). A Kashaya grammar (Southwestern Pomo), PhD dissertation, University of California, Berkeley.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]