Língua laalaa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Laalaa
Falado em: Senegal
Região: Thiès
Total de falantes: 12 mil (2007)
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico–Congo
  Senegambiana
   Cangin
    Noon-Laalaa
     Laalaa
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: cae

Lehar ou Laalaa (na própria língua) é uma das línguas cangin falada no Senegal na região Laa (ou Lehar), norte de Thiès e em Tambacounda. Os falantes, os Serer-Laalaa, são da etnia Serer. Como as línguas Ndut, Palor, Saafi e Noon, todas são relacionadas com a língua serer. O Noon faz parte da família das línguas nigero-congolesas. Em 2002 os falantes eram 10.925.

Escrita[editar | editar código-fonte]

Laalaa usa o alfabeto latino que apresenta as 5 vogais tradicionais em 20 formas que são letras simples, duplas (longas) e com acento agudo.

Dentre as conosoantes não existem as letras Q, V, X, Z. Há formas alternativas das letras B, D, Y; a forma Ñ e os grupos Mb, Ng, Nj, Nd;

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

Kíiskaakër, eníi a’ we yakaak ga ndumbelaan. Ga raɓcaa luufaa ɓeeɓ yaa baal woníi kason. Sahcaa ye karoan kaɓeetaa ɓeeɓ, ye sooy. Ye pesooy tejakal, tíbíl na temboot. Ye kaɗa bii ye yooyya lool. (Baal na pe’ caa caammodaa)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Papa Oumar Fall "The problematic classification of Seereer" Forschungskolloquium 'International Forschen' am 20. November 2010
  • Papa Oumar Fall "Nominal classification and pronominal system in Laalaa" [1]
  • Papa Oumar Fall "Language classification: Seereer dialects or langues cangin" [2], African Linguistics Congress WOCAL6, Cologne 2009
  • Papa Oumar Fall, Contribution à la phonologie laalaa (Parler de Bargaro), Mémoire de Maîtrise, UCAD, Dakar, 2004–2005, 75 p.
  • Papa Oumar Fall, Les pronoms laalaa, Mémoire de DEA, UCAD, Dakar, 2006, 55 p.
  • Walter Pichl, The Cangin Group - A Language Group in Northern Senegal, Pittsburg, PA : Institute of African Affairs, Duquesne University, Coll. African Reprint Series, 1966, vol. 20

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]