Líquido seminal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vesícula seminal , ducto ejaculador e próstata (face posterior)

O líquido seminal é a parte do sêmen sem espermatozóides. É composto por secreções da vesícula seminal (80%), próstata e glândula bulbouretral, além de muito escasso componente proveniente do epidídimo e testículos.[1]


O plasma seminal dos humanos contém um complexo de componentes orgânicos e inorgânicos.

O plasma seminal fornece um meio nutritivo e protegido para os espermatozóide produzidos no testículo durante as suas jornadas até o trato reprodutivo feminino.[2]


Podendo conter espermatozoides em alguns casos.

Referências

  1. «E aí, Líquido Seminal Engravida?». Trocando fraudas. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  2. Alex Kasprak (5 de junho de 2015). «20 coisas que você talvez não sabia sobre o sêmen». BuzzFeed. Consultado em 24 de janeiro de 2018