Lúcio Escribônio Libão (cônsul em 16)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Escribônios Libões.

Lúcio Escribônio Libão (em latim: Lucius Scribonius Libo) foi um político romano da gente Escribônia eleito cônsul em 16. Era filho (ou neto) de Lúcio Escribônio Libão, cônsul em 34 a.C..

História[editar | editar código-fonte]

Libão ficou famoso por ter planejado uma revolta contra o imperador Tibério, que mandou julgá-lo perante uma corte de senadores. Em sua defesa, Libão pediu o testemunho do filho de Tibério, Druso, mas não teve autorização. Numa cerimônia religiosa depois do julgamento, Tibério pediu ajuda a Libão. Depois da cerimônia, Tibério o esfaqueou. A esposa de Libão era Cornélia Pompeia Magna, filha do segundo casamento de Pompeia Magna com Lúcio Cornélio Cina, cônsul sufecto em 32 a.C., e o casal teve uma única filha, Escribônia, que se casou com Marco Licínio Crasso Frúgio, cônsul em 27.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]