La Ferrassie 1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

La Ferrassie 1 é um esqueleto macho neanderthal estimado de ter de 70 a 50 mil anos de idade. Foi descoberto no sítio de La Ferrassie na França por Louis Capitan e Denis Peyrony em 1909. O esqueleto é o maior e mais completo esqueleto de neandertal já encontrado.[1]

O esqueleto exibe vários dos exemplos "clássicos" na anatomia neandertal, incluindo uma testa baixa e inclinada e aberturas nasais grandes. Seus ossos das pernas e dos pés tornam claro que os neandertais andavam de pé como os humanos modernos. Os dentes estão bem-preservados, e os incisivos estão bem gastos, sugerindo que foram usados para segurar objetos.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • «La Ferrassie». Smithsonian Institution's Human Origins Program. 2010. Consultado em 1 de dezembro de 2012