Laga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Laga
—  Posto administrativo  —
Os animais que conhesido em posto administrativo Laga.jpg
Município de Baucau
Município de Baucau

Laga é o posto administrativo que pertence no município de Baucau e localizado em Timor-Leste. É conhecido pela produção de sal. Existem diversos pés de jaca, coco e criação de animais, indicando a principal atividade dos moradores da região: a agricultura.

História[editar | editar código-fonte]

Localmente, conta-se uma história sobre um rei que possuía um grande castelo no topo da montanha, conhecido por suas posses e poderes mágicos, como lanças, cães e um pequeno saco que seio com a rocha. Ao fim de cada ano, o rei ele ia até a praia, a fim de parar a água do mar, que insistia em avançar sobre o continente. Para tanto, ele se utilizava de seus poderes mágicos, como sua lança, por exemplo, usada para plantar em frente ao mar, uma pedra usada para jogar na água do mar, ate dois metros dentro de água e cães serve para gritando para repelir água.

Património[editar | editar código-fonte]

  • Forte (colonial)

Tradição[editar | editar código-fonte]

Um dos principais eventos anuais em Laga consiste na colheita de sal no estuário, conhecido por Gassi Isi. Realiza-se em Outubro, os membros séniores (Mua gi guava) do suco Numira descem até ao estuário, onde fazem oferendas de sacrifícios e convidam os habitantes locais para se juntarem à colheita do sal[1].

Referências

  1. Arafura and Timor Seas Experts Forum (22 de Novembro de 2012). «Coastal and marine Ecotourism Values, Issues and Opportunities on the North Coast of Timor Leste - Final Report» (PDF). Consultado em 8 de Março de 2018. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Timor-Leste é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.