Lavras Novas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Igreja Nossa Senhora dos Prazeres (1740).
Lavras-novas-house.jpg

Lavras Novas é um distrito de Ouro Preto, dista 19 km da sede. O distrito data de aproximadamente 1716 e sua comunidade é de maioria negra, cercado por esplêndidas paisagens de montanha. Iniciando na década de 1990, foi descoberta por turistas, que procuram o local em busca da cultura local, da paz, da natureza e da aventura. A população chega a sextuplicar durante feriados.[1] Antes disso, foi cenário de um conto de Bernardo Guimarães, "A Garganta do Inferno" (1871).[2]

As atrações naturais ainda são mal sinalizadas e algumas oferecem perigo, como a cachoeira do Rapel. Com mais de 200 metros de queda - contando todos os seus degraus - não é recomendada para turistas inexperientes. Mesmo assim é possível chegar perto da queda, passando por outra atração: os pocinhos. São ideais para um refrescante banho.

Tem mais: cachoeira dos Namorados, cachoeira Três Pingos, represa do Custódio… A mais bela cachoeira, cabeceira da represa, leva o nome da padroeira do local, Nossa Senhora dos Prazeres. O acesso é demorado, o carro vai até certo ponto. Depois são mais ou menos quarenta minutos de caminhada. Contudo o sacrifício é recompensado pela força da queda. Uma chuva fina, formada pelo bater ruidoso das águas, refresca o cansaço.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lavras Novas




  1. Lugarejo tranquilo, Lavras Novas vai da calma ao caos quando chegam os turistas
  2. Conto 'A garganta do inferno', de Bernardo Guimarães, é mais que uma lenda em Lavras Novas