Leilão de virgindade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
"A Perda da Virgindade" (1891), óleo sobre tela de Paul Gauguin.

O leilão de virgindade é uma prática que começou a se tornar recorrente a partir da primeira década do século XXI, especialmente com a criação e o desenvolvimento dos sites de leilões virtuais, que permitiram aos jovens publicar anúncios leiloando suas próprias virgindades. Embora as relações sexuais com pessoas conhecidas no mundo virtual sejam um fenômeno contemporâneo,[1] os leilões de virgindade causaram polêmica, ainda que seus adeptos os legitimassem como uma tentativa de custear os próprios estudos universitários,[2][3][4] o pagamento de dívidas[5] e/ou tratamento médico para os pais.[6][7] Num dos casos mais notórios, o de Natalie Dylan, uma estadunidense então com 22 anos, houve lances de US$ 1,5 milhão vindos até mesmo do Brasil, mas que logo foram superados e chegaram à casa dos US$ 3,8 milhões.[8] No ano de 2005, a modelo peruana Graciela Yataco também leiloou sua virgindade, alegando que precisava do dinheiro para comprar remédios para os pais, quando chegou a receber lances de até US$ 1,5 milhão, mas acabou desistindo antes de finalizar o leilão.[9] Outra modelo, desta vez a italiana Raffaella Fico, então com 20 anos e ex-participante do Big Brother Itália, pediu € 1,3 milhão por sua virgindade.[10][11] No ano de 2012, uma estudante brasileira recebeu destaque na mídia após receber lances que chegam a R$ 130 mil por sua virgindade, então com 20 anos de idade.[12] A respeito de um desses casos, Dennis Hof, dono do Moonlite Bunny Ranch, um notório bordel na cidade de Nevada, nos Estados Unidos, comentou:

"Acho uma tremenda idéia. Por que perder a virgindade para algum cara no banco de trás do carro quando você pode pagar pela sua educação?[13]
 
Dennis Hof, dono do bordel Moonlite Bunny Ranch.

Na ficção, uma das primeiras referências que podem ser apontadas é a do best-seller de Arthur Golden, intitulada "Memórias de uma Gueixa", no qual a virgindade de uma futura gueixa é posta em leilão por ela própria. O tema foi abordado ainda na telenovela "O Dono do Mundo" (1991-1992), de Gilberto Braga, quando encenou-se um leilão da virgindade da personagem Márcia Nogueira, interpretada por Malu Mader, fazendo com que o público reagisse negativamente.[14] Ainda que os registros apontem para a iniciativa da própria pessoa, há ainda casos nos quais o leilão aparece de forma coercitiva.[15]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]