Libuse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ícone com a representação de Libuse.

Libuse (em tcheco/checo: Loudspeaker.svg? Libuše), chamada também de Libussa ou Lubossa, faz parte de um grupo de governantes considerados lendários e fundadores da República Checa.[1][2][3]

História[editar | editar código-fonte]

Segundo a lenda, ela teria sido uma princesa pertencente à tribo Čech, filha do igualmente lendário duque Krok, além de irmã mais nova da curandeira Kazi e da maga Teta. Diz a lenda que o próprio Krok a teria escolhido como sucessora, mas mesmo havendo demostrado sabedoria ao governar, a parte masculina da tribo não teria aceitado que uma mulher fosse sua governante, sendo assim ela deveria escolher um príncipe para o povo.[2]

Libuse escolheu um lavrador da aldeia de Stadice, Premysl, passando este de lavrador a governante e iniciando assim a Dinastia premislida. Seu reinado teria sido sucedido por seu filho Nezamysl. Libuse teria sido a mais sábia das três irmãs e profetizou a fundação da cidade de Praga desde seu castelo Libušín (de acordo com as lendas Vyšehrad). Mais detalhes sobre a lenda foram contados por Cosme de Praga em sua Chronica Boëmorum (século XII).[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lenglet-Dufresnoy, Nicolas (1744). Tablettes chronologiques de l'histoire universelle sacrée et profane, ecclésiastique et civile, depuis la création du monde, jusqu'à l'an 1743 ... (em francês). Paris: chez de Bure l'aîné. p. 408 
  2. a b Demetz, Peter (1997). «Prague in Black and Gold». The New York Times. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  3. a b Tyrrell, John (1988). Czech Opera (em inglês). Cambridge: Cambridge University Press. p. 140 
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.