Ligas de alumínio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

As ligas de alumínio são ligas em que o alumínio (Al) é o metal predominante. Os típicos elementos desta liga são o cobre, magnésiomanganês, silício, estanho e zinco. Existem duas principais classificações, a ligas de fundição e as ligas forjadas, ambas as quais estão subdivididas em categorias relativamente ao respectivo tratamento de calor. Cerca de 85% do alumínio é utilizado para produtos forjados, por exemplo, a placa laminada, chapas e extrusões. O mais importante nas ligas de alumínio fundido é o sistema Al–Si, onde os altos níveis de silício (4.0–13%) contribuem para dar boas características. As ligas de alumínio são amplamente utilizadas na engenharia de estruturas e componentes em que pouco peso ou resistência à corrosão são factores muito importantes.[1]

As ligas compostas principalmente por alumínio têm sido muito importantes na engenharia aeroespacial desde a introdução de aeronaves com componentes em metal. As ligas de alumínio e magnésio são mais leves do que outras ligas de alumínio e muito menos inflamável que as ligas que contêm uma percentagem muito elevada de magnésio.[2]

As composições de ligas de alumínio estão registadas na Associação Alumínio. Muitas organizações publicam normas específicas para a fabricação de ligas de alumínio, incluindo a Sociedade de Engenheiros Automotivos[3] e a ASTM International.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. I. J. Polmear, Light Alloys, Arnold, 1995
  2. «Magnesium for Aerospace Applications» (PDF). Consultado em 27 de agosto de 2018. Arquivado do original (PDF) em 6 de setembro de 2015 
  3. SAE aluminium specifications list, accessed 8 October 2006. Also SAE Aerospace Council Arquivado em 27 de setembro de 2006[Erro data trocada] no Wayback Machine.[Erro data trocada] no Wayback Machine. , accessed 8 October 2006.