Liste der archaischen Keilschriftzeichen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Liste der archaischen Keilschriftzeichen (LAK, alemão para "Lista de símbolos cuneiformes arcaicos") é um dicionário de símbolos cuneiformes sumérios do período Fara, pré-clássico (Dinástico Arcaico II, séculos XXVIII a XXVII a.C.), publicado em 1922[1] pelo teólogo e sumerólogo alemão P. Anton Deimel (1865–1954).[2] A lista enumera 870 sinais cuneiformes distintos.[3]

O inventório de símbolos no período arcaico era consideravelmente maior que o inventório padrão de textos do sumério clássico (2600 a 2350 a.C.), acádio (2350 a 2100 a.C.) ou neo-sumério (século XXI a.C.; todas as datas na cronologia curta). Caso seja necessário identificar o símbolo pré-clássico tencionado, seu número LAK costuma ser fornecido, no formato LAK-1 a LAK-870.

Edições[editar | editar código-fonte]

  • 1922, Liste der archaischen Keilschriftzeichen, WVDOG 40, Berlim.
  • edição online na Cuneiform Digital Library Initiative da UCLA

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Journal of the American Oriental Society, volumes 52-53. American Oriental Series, volume 40. American Oriental Society, 1932.
  2. A. Kerkvoorde, O.S.B. e O. Rousseau, O.S.B. Le Mouvement Théologique Dans le Monde Contemporain, p. 249. Editions Beauchesne, 1969.
  3. 75 Jahre Stella Matutina: Festschrift, volume 1. Feldkirch (Austria). Stella Matutina, 1931.