Lixívia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Embalagem comercial de lixívia

A lixívia, água sanitária (Brasil) ou barrela é um composto químico usado para limpeza e desinfecção de superfícies, cujo produto activo, o hipoclorito de sódio, é um sal obtido da neutralização entre o ácido hipocloroso e o hidróxido de sódio, e tem a fórmula química NaClO. É muito utilizada como agente clareador (alvejante) e possui excelente ação bactericida. Dissolve substâncias orgânicas mortas. Também é reativa com componentes à base de amoníaco.

No Brasil, é conhecida por outros nomes de acordo com a região e, em alguns casos, de acordo com a popularidade de alguma marcas mais conhecidas do produto. Alguns exemplos são: "água sanitária", "alvejante", "cândida", "candura", "cloro", "clorofina", "globo", "q-boa" ou "quiboa".

No passado, a lixívia possuía vários usos, servindo principalmente para produção de sabão (mediante aquecimento com gorduras). Mais tarde, foi substituída por outros compostos, como hidróxido de sódio, carbonato de sódio (barrilha) e bicarbonato de sódio.

É utilizada geralmente como uma mistura de hipoclorito de sódio e água na proporção de 2% a 2,5% de hipoclorito de sódio, sendo considerada uma solução aquosa.

Na odontologia, é usada no tratamento de canal, na concentração de 1% a 5%.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.