Losharik

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
AS-12
Carreira Rússia
Fabricante Sevmash, Severodvinsk
Batimento de quilha 1988
Lançamento 13 de agosto de 2003
Outro(s) nome(s) Losharik
Características gerais
Tipo de navio Submarino
Comprimento 60 ou 70 metros (não confirmado)
Propulsão 1 reator nuclear E-17
Tripulação 25

Losharik (em russo: Лошарик) é a alcunha de um submarino russo. Um nome popular, mas incorreto (que muitas fontes da mídia ainda utilizam) para esse tipo de submarino é Projeto 210. O nome real é AS-12 (em russo: АС-12, onde "АС" significa "Атомная Станция" do termo naval oficial russo "атомная глубоководная станция", em português "estação nuclear em águas profundas") do Projeto 10831. É alimentado por um reator nuclear e acredita-se ser capaz de operar a uma profundidade de muitos milhares de metros devido aos elementos únicos de construção esférica. A profundidade operacional exata é desconhecida, mas sabe-se que este submarino operou a cerca de 2000 a 2500 metros de profundidade no Ártico em 2012.[1]

Para a Organização do Tratado do Atlântico Norte, o nome deste submarino é NORSUB-5.[2]

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

A alcunha foi sugerida pelos construtores do casco multi-esférico e foi tirado de um personagem de desenho animado russo de mesmo nome, Losharik, um cavalo de brinquedo composto de pequenas esferas. O nome Losharik é uma palavra-valise: "лошадь" ("loshad" - cavalo) e "шарик" ("sharik" - pequena esfera).[3][4]

Incêndio de 2019[editar | editar código-fonte]

Um incêndio irrompeu no navio em 1 de julho de 2019, enquanto este fazia medições subaquáticas no fundo do mar em águas territoriais russas. Quatorze dos tripulantes foram mortos por inalação de fumaça tóxica.[5][6] O incêndio, que eclodiu por volta das 20h30, horário local, foi extinto e o navio retornou à base russa da Frota do Norte, em Severomorsk.[6] O incidente foi a pior perda de vidas em um submarino russo desde o acidente do K-152 Nerpa, em 2008, que matou 20 homens. O chefe-comandante da Marinha russa iniciou uma investigação sobre a causa do incêndio.[7]

Referências

  1. «Military Russia». Exército da Rússia. Consultado em 2 de julho de 2019 
  2. «Spy Subs- Project 10831 Losharik». Hisutton. Consultado em 2 de julho de 2019 
  3. «Archived copy» (em russo). Consultado em 2 de julho de 2019. Arquivado do original em 2 de julho de 2019 
  4. «Project Losharik: Unique, top secret nuclear submarine has been put in the water». Russian Shipbuilding. 20 de agosto de 2003. Consultado em 2 de julho de 2019 
  5. O'Leary, Abigail (2 de julho de 2019). «Fourteen dead as fire rips through Russian submarine». Mirror. Consultado em 2 de julho de 2019 
  6. a b «14 Russian Sailors Killed in Fire on Nuclear Sub — Reports». The Moscow Times. 2 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019 
  7. «Underwater vessel fire kills 14 Russian sailors». 2 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]