Luís de Meneses, 2.º Conde de Tarouca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís de Meneses
Governador de Tânger
Período 1614
Antecessor Afonso de Noronha
Sucessor Luís de Noronha e Meneses
Dados pessoais
Nascimento c. 1570
Morte outubro de 1614 (44 anos)
Tânger
Progenitores Mãe: D. Leonor da Silva
Pai: Duarte de Meneses, 14.º vice-rei da Índia

D. Luís de Meneses (c. 1570 - outubro de 1614, Tânger) foi o segundo Conde de Tarouca e Governador de Tânger.

D. Luís era o filho segundo de D. Duarte de Meneses, que também tinha sido governador de Tânger.

Conde de Tarouca[editar | editar código-fonte]

Foi segundo Conde de Tarouca, sendo tataraneto do primeiro, (João de Meneses). O filho (Duarte de Meneses, governador da Índia, e também capitão de Tânger) e neto (João de Meneses, também capitão de Tânger), deste último sucederam no senhorio de Tarouca mas não no título. Ao bisneto, D. Duarte de Menezes, foi-lhe renovado por D. Filipe II o título de conde de Tarouca, que fora de seu bisavô, mas recusou por pretender o condado de Viana.

Capitão de Tânger[editar | editar código-fonte]

Afonso de Noronha, capitão de Tânger tendo manifestado a vontade de voltar para Portugal, foi nomeado D. Luís para aquela praça, em 1614 : «Succedeolhe D. Luiz de Menezes, Conde de Tarouca, que poucos mezes depois morreo de doença nesta propria cidade. O tempo que governou, que foy de Junho até Outubro, continuou a paz, e socego (...) Celebrarãoselhe as exequias mais solemnes pelas lagrimas do povo, que pelas pompas, e apparato, e o corpo se passou ao reyno ao enterro de seus mayores. Em lugar do Conde foy elleito pelo Povo D. Luiz de Noronha seu genro, que com elle tinha vindo.[1]»

Descendência[editar | editar código-fonte]

D. Luís casou duas vezes. A primeira com Dona Joana Henriques (ou Inácia), filha de D. Sebastião (ou Bastião) de Sá de Meneses, governador de Sofala, e tiveram :

  • Dona Juliana de Meneses, esposa de D. Luís de Noronha (D. Luís de Noronha e Menezes, 7º marquês de Vila Real), filho segundo do duque de Vila-Real, com posteridade ;

A segunda com dona Lourença da Silva (ou Lourença Henriques da Silva), filha de Vasco Martins Moniz, senhor de Angeja, da qual têve :

  • D. Duarte Luís de Meneses, 3.° conde de Tarouca ( «foi nomeado governador de Ceuta por João IV, rei de Portugal ; mas em vez de passar a seu governo, foi para Espanha no mez de Fevereiro de 1641, com a condessa sua esposa e todos seus filhos. Filipe IV, rei Catolico o nomeou general da cavalaria do exercito de Andalucia, onde morreu em 1646[2]») ;
  • D. João de Meneses, «que fazendo seus estudos em Coimbra perdeu o juizo[3]» ;
  • D. Pedro de Meneses que morreu sem posteridade ;
  • Dona Violante de Meneses, esposa de D. Lopo da Cunha, senhor de Santar ;
  • Dona Estefânia, religiosa em Santa Clara de Santarém ;
  • Dona Leonor e Dona Maria, que morreram em tenra idade.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • História de Tangere, que comprehende as noticias desde a sua primeira conquista até a sua ruina. Escrita por D. Fernando de Menezes, conde da Ericeira, do Conselho de Estado, e Guerra delRey D. Pedro II. Regedor das Justiças, e Capitão General de Tangere. Offerecida a elRey D. João V. nosso senhor. Lisboa Occidental, na officina Ferreiriana. M.DCC.XXXII.

Notas

  1. História de Tânger. P. 127
  2. El gran diccionario historico, o Miscellanea curiosa de la Historia Sagrada y profana.Tomo Sexto. M-O Por Louis Moreri . Paris y Leon de Francia. 1753. p. 388.
  3. El gran diccionario historico,ibidem.
Precedido por
Afonso de Noronha
Capitão de Tânger
1614
Sucedido por
Luís de Noronha e Meneses