Luiz Nazário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde janeiro de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Luiz Nazario (São Paulo, 1957) é um historiador e professor brasileiro, especialista em cinema, autor de diversas obras de referência neste tema.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De origem italiana, Luiz Nazario graduou-se em História pela Universidade de São Paulo (1975-1979), colaborou, como crítico de cinema em diversos veículos de comunicação, nomeadamente nos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo; nas revistas Set e IstoÉ; nos periódicos Filme Cultura e Cultura VOZES.

Em 1989 conclui seu Mestrado em História Social na USP, sob a orientação de Anita Novinsky, sobre o tema Autos-da-fé como espetáculos de massa.

Em 1994, após três anos de pesquisas nos principais arquivos de filmes da Alemanha com uma bolsa DAAD-CAPES, conclui sua tese de Doutorado, sob a orientação brasileira de Anita Novinsky e supervisão alemã de Michael Prinz, sobre o tema Imaginários de destruição: o papel da imagem na preparação do Holocausto.

Foi o curador da mostra Cinema Mudo na Alemanha e na América Latina, do Instituto Goethe, no III Eurocine, apresentada em diversas cidades da América Latina e da Alemanha, entre 1995 e 1996.

Entre 1994 e 1996, desenvolveu seu pós-doutorado sobre judeus alemães sobreviventes do Holocausto no Centro de Estudos Judaicos, dirigido por Rifka Berezin, no Departamento de Letras Orientais da Faculdade de Letras da Universidade de São Paulo, quando também coordenou o Grupo de Pesquisa da Discriminação (GPD), editando o boletim O Estado da Sociedade.

Desde 1995, colabora como relator para o Brasil no anuário Anti-Semitism Worldwide, da Tel Aviv University [1].

Desde 1996, é professor de Cinema na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais.

Desde 2002, é pesquisador bolsista do CNPq, desenvolvendo o projeto: Cinema e Holocausto.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Obras do autor:

  • O cinema industrial americano (Edição do Autor, 1981; Nova Stella, 1982)
  • Pasolini (Brasiliense, 1982, 1982, 1983)
  • De Caligari a Lili Marlene (Global, 1983)
  • Da natureza dos monstros (Edição do Autor, 1983; Arte & Ciência, 1998, edição ampliada)
  • À margem do cinema(Nova Stella, 1986)
  • Sexo, a alienação do desejo (Brasiliense, 1987)
  • As sombras móveis (Editora da UFMG/mídia@rte, 1999)
  • Segredos (Memória Gráfica, 2001)
  • Autos-de-fé como espetáculos de massa (Humanitas/EDUSP/FAPESP, 2005)
  • Todos os corpos de Pasolini (Perspectiva, 2007)
  • O cinema errante (Perspectiva, 2013)

Além destas, prefaciou:

  • Saint-Genet, ator e mártir (Vozes, 2002), de Jean-Paul Sartre

Organização de coletâneas:

  • Catálogo Filmoteca Mineira (EBA, 2003)
  • Os fazedores de golems (com Lyslei Nascimento, FALE, 2004)
  • A cidade imaginária (Perspectiva, 2004)
  • Concepções contemporâneas da arte (com Patricia Franca, Editora da UFMG, 2006)
  • Estudos judaicos: Brasil (com Lyslei Nascimento, FALE, 2007).

Colaborações em coletâneas:

  • O cinema segundo a crítica paulista (Nova Stella, 1986), de Heitor Capuzzo (ed.)
  • Ecos do tempo - Histórias da História (Clube do Livro, 1988), de Mustafa Yazbek (ed.)
  • O cinema dos anos 80 (Brasiliense, 1991), de Amir Labaki (ed.)
  • 1000 Rastros Rápidos (FALE, 1999), de Maurício Salles Vasconcelos e Haydée Ribeiro Coelho (eds.)
  • Ensaios sobre a intolerância (Humanitas/LEI, 2002), de Lina Gorenstein e Maria Luiza Tucci Carneiro (ed.)
  • O Expressionismo (Perspectiva, 2002), de J. Guinsburg (ed.)
  • O corpo em performance (FALE, 2003), de Antonio Hildebrando, Lyslei Nascimento e Sara Rojo (eds.)
  • Estudos judaicos (FALE, 2004), de Elcio Cornelsen e Lyslei Nascimento (eds.)
  • O Pós-modernismo (Perspectiva, 2004), de Ana Mae Barbosa e J. Guinsburg (eds.)
  • Cinema and the Swastika: The International Expansion of Third Reich Cinema (Palgrave Macmillan, 2007, 1a. edição, hardcover), de Roel Vande Winkel e David Welch (eds.)
  • Monstros e monstruosidades na literatura (Editora da FALE-UFMG, 2007), de Julio Jeha (ed.)
  • O Surrealismo (Perspectiva, 2008), de J. Guinsburg (ed.)
  • Tribunal da História, volume II (Imago, 2008), de Saul Fuks (ed.)
  • Da fabricação de monstros (Editora da UFMG, 2009), de Julio Jeha e Lyslei Nascimento (eds.)
  • A Bíblia e suas traduções (Humanitas, 2009), de Carlos Gohn e Lyslei Nascimento (eds.)
  • Diálogo entre linguagens (Editora C/Arte e Programa de Pós-Graduação em Artes da EBA-UFMG, 2009), de Maria do Carmo Veneroso e Maria Angélica Melendi (eds.)
  • Ética e imagem (Editora C/Arte, 2010), de Vera Casa Nova e Andréa Casa Nova Maia (eds.)
  • Deutsch-brasilianische Kulturbeziehungen, Bestandsaufnahme, Herausforderungen, Perspektiven (Bibliotheca Ibero-Americana, Vervuert, 2010), de Wolfgang Bader (ed.)
  • Literatura e guerra (Editora da UFMG, 2010), de Elcio Cornelsen e Tom Burns (eds.)
  • Cinema and the Swastika: The International Expansion of Third Reich Cinema (Palgrave Macmillan, 2011, 2a. edição, paperback), de Roel Vande Winkel e David Welch (eds.)
  • The Global Impact of the Protocols of the Elders of Zion: A century-old myth (Routledge Jewish Studies Series, 2011, 1a. edição, hardcover), de Esther Webman (ed.)
  • Estudos judaicos: Shoá, o mal e o crime (Editora Humanitas, 2012), de Lyslei Nascimento e Julio Jeha (eds.)
  • Desdobramentos das linguagens artísticas: diálogos interartes na contemporaneidade (Programa de Pós-Graduação em Artes - UFPA, 2012), de Bene Martins e Joel Cardoso (eds.)
  • Imagem e memória (Editora da FALE-UFMG, 2012), de Elcio Loureiro Cornelsen, Elisa Amorim Vieira, Márcio Seligmann-Silva (eds.)
  • Luis Buñuel, o fantasma da liberdade (Fundação Clóvis Salgado, 2012), de Rafael Ciccarini (ed.)
  • Hitchcock é o cinema (Fundação Clóvis Salgado, 2013), de Rafael Ciccarini (ed.)
  • Dos palcos às telas do cinema (EditAEDI, 2015), de Joel Cardoso e Bene Martins (eds.)
  • Revista Pós: v. 6, n. 12, nov. 2016: O cinema à sombra da História. Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da Escola de Belas Artes da UFMG. Editor convidado: Luiz Nazario.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.